Divulgação
Divulgação

Estreantes ganham elogios na Toro Rosso às vésperas do Mundial

Promessas se destacam na pré-temporada apesar da pouca idade

Estadão Conteúdo

04 Março 2015 | 11h58

Alvo de preocupações na Fórmula 1 em razão da pouca idade, os pilotos Max Verstappen e Carlos Sainz Junior ganharam elogios nesta quarta-feira do chefe de equipe da Toro Rosso. Para Franz Tost, a jovem dupla mostrou evolução durante os testes da pré-temporada e têm todas as condições de disputar o Mundial de Fórmula 1, a partir do dia 15 de março, data do primeiro GP da temporada, na Austrália.

"Nós chegamos em Jerez exatamente há um mês com dois calouros e deixamos Barcelona com dois pilotos jovens, que estão prontos para fazerem suas estreias na Fórmula 1", afirmou Tost, referindo-se à dupla de pilotos mais jovem da história da categoria. O holandês, filho de Jos Verstappen, tem apenas 17 anos, enquanto seu companheiro espanhol tem 20.

Tost, contudo, minimizou a pouca experiência dos dois. "Eles definitivamente cresceram como pilotos em tempo muito curto, mostrando uma boa curva de aprendizado, assim como ganharam em termos de confiança a cada dia. Os testes da pré-temporada foram cruciais para eles", declarou. Ao todo, os dois percorreram 5.536 quilômetros durante as três baterias de testes, em Jerez de la Frontera e em Barcelona.

Para acelerar o aprendizado da dupla, a Toro Rosso criou um programa especial de aprendizado da parte técnica durante os testes. "Com dois novos pilotos, colocamos ambos em um sólido programa, que tinha por meta mantê-los na pista pelo maior tempo possível. Testamos todos os procedimentos que poderão ser necessários em Melbourne", explicou o diretor técnico James Key. "É o suficiente? Vamos descobrir em Melbourne."

A chegada de Max Verstappen é alvo de polêmica desde o ano passado, quando ele participou de um dos treinos livres do GP do Japão, em outubro. Aos 17 anos recém-completados, o holandês se tornara o piloto mais jovem a participar de um fim de semana de prova da F-1.

A preocupação se justificava porque disputou apenas uma temporada em uma categoria de monoposto, a Fórmula 3 europeia, em 2014, após deixar o kart. No dia 15 de março, em Melbourne, ele se tornará também o piloto mais jovem a começar uma corrida de Fórmula 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.