Srdjan Suki/EFE
Srdjan Suki/EFE

Esvaziado pela chuva, 3º treino na Alemanha termina com Leclerc na liderança

Piloto monegasco leva sua Sauber ao melhor tempo com 1min34s577

Estadão Conteúdo

21 de julho de 2018 | 08h54

Em atividade marcada por chuva forte, que motivou 11 pilotos do grid da Fórmula 1 a não marcarem tempo oficial, Charles Leclerc, da Sauber, cravou a melhor marca do terceiro treino livre do Grande Prêmio da Alemanha, realizado na manhã deste sábado, em Hockenheim. O monegasco fechou a melhor volta dele em 1min34s577.

A marca de Leclerc foi 423 milésimos mais rápida do que a de do sueco Marcus Ericsson, companheiro dele de equipe, que ficou em segundo lugar no treino. Em terceiro lugar ficou o russo Sergey Sirotkin, da Williams, com o tempo de 1min35s334, enquanto o ferrarista Sebastian Vettel cravou 1min35s573 na única volta que tentou.

Companheiro de equipe do alemão, Kimi Raikkonen ficou em oitavo lugar, com o tempo de 1min34s577. Entre os dois pilotos da Ferrari, ficaram o francês Pierre Gasly e o neozelandês Brendon Hartley, ambos da Toro Rosso, e o Nico Hülkenberg, da Renault, respectivamente.

Dos nove pilotos que enfrentaram a chuva, o canadense Lance Stroll ficou em último, com 1min38s393. Os colegas de Mercedes, Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, de McLaren, Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne, de Red Bull, Max Verstappen e Daniel Ricciardo, e de Force India, Esteban Ocon e Sergio Pérez, terminaram a atividade sem classificar um tempo, bem como o espanhol Carlos Sainz, da Renault.

Tetracampeão do mundo, Hamilton até saiu dos boxes e deu uma volta no circuito, mas não marcou um tempo oficial. Muitos pilotos rodaram na pista e reclamaram de aquaplanagem. Com condições adversas ou não, foi a primeira vez que Leclerc conseguiu terminar um treino livre na liderança.

O treino de classificação para o Grande Prêmio da Alemanha vai acontecer ainda neste sábado, às 10 horas (de Brasília). A corrida vai acontecer no domingo, com largada prevista para as 10h10 (de Brasília).

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Charles Leclerc

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.