Duda Bairros/Vicar
Duda Bairros/Vicar

Camilo e Baptista vencem na etapa do Velo Città da Stock Car; Serra se isola na ponta

Estratégia foi um fator fundamental nas duas corridas disputadas neste domingo no circuito de Mogi Guaçu

Redação, Estadão Conteúdo

10 de novembro de 2019 | 14h32

Na base da estratégia, Thiago Camilo e Bruno Baptista dominaram o dia da Stock Car no autódromo de Velo Città, décima etapa da temporada. Na primeira corrida deste domingo no autódromo de Mogi Guaçu, Camilo fez a aposta certa em relação aos pneus para levar seu quinto triunfo do ano, enquanto Baptista chegou à primeira vitória na categoria com a escolha do melhor momento para a parada nos boxes na segunda corrida.

Quem também saiu sorrindo de Mogi Guaçu foi Daniel Serra, novo líder isolado da classificação da Stock. O piloto da Eurofarma ficou em terceiro nas duas provas e chegou aos 305 pontos, contra 291 de Ricardo Maurício e 281 de Camilo.

O domingo em Velo Città começou com chuva, o que fez com que a pista estivesse molhada no início da prova que abriu o evento. Ponto para Thiago Camilo, da equipe Ipiranga, que começou a disputa na pole e optou por um jogo de pneus para pista seca na parada obrigatória. Felipe Fraga (Cimed), que largou em terceiro e mudou para pneus de chuva, até chegou a assumir a ponta, mas acabou ficando para trás e terminou apenas em sétimo.

Gabriel Casagrande (Crown) e Serra (Eurofarma) completaram o pódio, seguidos por Cacá Bueno (Cimed), Julio Campos (Prati-Donaduzzi), Ricardo Zonta (Shell V-Power), Felipe Fraga (Cimed), Bruno Baptista (RCM), Diego Nunes (KTF) e Átila Abreu (Shell V-Power).

Na prova que encerrou o dia, Bruno Baptista, da RCM, passou boa parte da disputa na quarta colocação e aguardou o momento certo para superar Átila Abreu - que largou em primeiro, mas, com um problema na direção hidráulica, acabou apenas em décimo -, Diego Nunes e Ricardo Zonta.

"A gente sabia que precisava guardar pneu para o final, sabíamos que o carro ia ficar muito ruim se não fizéssemos isso. O ritmo deles estava muito forte e eu achava que não ia ter pneu para eles no final. E foi isso. Foi acabando o pneu deles e aproveitei as oportunidades", contou Baptista.

Nunes também teve boa performance, especialmente na briga direta com Serra, terceiro colocado, mas teve de se contentar com o segundo lugar. Ele abriu a fila para Ricardo Maurício (Eurofarma), Ricardo Zonta (Shell V-Power), Rubens Barrichello (Full Time Sports), Julio Campos, Cesar Ramos (Blau Motor) e Cacá Bueno (Cimed).

A penúltima etapa da temporada da Stock Car está marcada para Goiânia, com nova rodada dupla, no dia 24 deste mês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.