Duda Bairros/Vicar
Duda Bairros/Vicar

Camilo e Baptista vencem na etapa do Velo Città da Stock Car; Serra se isola na ponta

Estratégia foi um fator fundamental nas duas corridas disputadas neste domingo no circuito de Mogi Guaçu

Redação, Estadão Conteúdo

10 de novembro de 2019 | 14h32

Na base da estratégia, Thiago Camilo e Bruno Baptista dominaram o dia da Stock Car no autódromo de Velo Città, décima etapa da temporada. Na primeira corrida deste domingo no autódromo de Mogi Guaçu, Camilo fez a aposta certa em relação aos pneus para levar seu quinto triunfo do ano, enquanto Baptista chegou à primeira vitória na categoria com a escolha do melhor momento para a parada nos boxes na segunda corrida.

Quem também saiu sorrindo de Mogi Guaçu foi Daniel Serra, novo líder isolado da classificação da Stock. O piloto da Eurofarma ficou em terceiro nas duas provas e chegou aos 305 pontos, contra 291 de Ricardo Maurício e 281 de Camilo.

O domingo em Velo Città começou com chuva, o que fez com que a pista estivesse molhada no início da prova que abriu o evento. Ponto para Thiago Camilo, da equipe Ipiranga, que começou a disputa na pole e optou por um jogo de pneus para pista seca na parada obrigatória. Felipe Fraga (Cimed), que largou em terceiro e mudou para pneus de chuva, até chegou a assumir a ponta, mas acabou ficando para trás e terminou apenas em sétimo.

Gabriel Casagrande (Crown) e Serra (Eurofarma) completaram o pódio, seguidos por Cacá Bueno (Cimed), Julio Campos (Prati-Donaduzzi), Ricardo Zonta (Shell V-Power), Felipe Fraga (Cimed), Bruno Baptista (RCM), Diego Nunes (KTF) e Átila Abreu (Shell V-Power).

Na prova que encerrou o dia, Bruno Baptista, da RCM, passou boa parte da disputa na quarta colocação e aguardou o momento certo para superar Átila Abreu - que largou em primeiro, mas, com um problema na direção hidráulica, acabou apenas em décimo -, Diego Nunes e Ricardo Zonta.

"A gente sabia que precisava guardar pneu para o final, sabíamos que o carro ia ficar muito ruim se não fizéssemos isso. O ritmo deles estava muito forte e eu achava que não ia ter pneu para eles no final. E foi isso. Foi acabando o pneu deles e aproveitei as oportunidades", contou Baptista.

Nunes também teve boa performance, especialmente na briga direta com Serra, terceiro colocado, mas teve de se contentar com o segundo lugar. Ele abriu a fila para Ricardo Maurício (Eurofarma), Ricardo Zonta (Shell V-Power), Rubens Barrichello (Full Time Sports), Julio Campos, Cesar Ramos (Blau Motor) e Cacá Bueno (Cimed).

A penúltima etapa da temporada da Stock Car está marcada para Goiânia, com nova rodada dupla, no dia 24 deste mês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.