Andy Wong/AP
Andy Wong/AP

'Eu não venço corridas chatas', diz Ricciardo após triunfo na China

Piloto australiano largou em sexto e levou sua Red Bull à vitória em dia de ultrapassagens e prova agitada

Estadão Conteúdo

15 de abril de 2018 | 10h34

O australiano Daniel Ricciardo não escondeu a felicidade pelo triunfo no GP da China de Fórmula 1, realizado neste domingo no Circuito Internacional de Xangai. O piloto da Red Bull surpreendeu e, após ter largado apenas em sexto, subiu ao lugar mais alto do pódio em uma prova repleta de acontecimentos.

+ Confira a classificação do campeonato

+ Veja o calendário da temporada

+ Mais notícias de esportes a motor

"Eu não sei o que acontece, mas eu não venço corridas chatas. Elas sempre são bastante divertidas", declarou o australiano. "Quando vi que podíamos, não poderia deixar escapar. Toda vitória que tive foi em circunstâncias parecidas. Sempre foi doido, muito divertido."

Ricciardo largou apenas na terceira fila, mas soube aproveitar-se da entrada do Safety Car para se aproximar dos líderes. O australiano também mostrou todo seu talento para conquistar posições, como na ultrapassagem sobre Valtteri Bottas, que lhe garantiu a liderança.

"Foi uma prova agitada. Eu vi que o Safety Car foi chamado. Foi tudo muito rápido", comentou. "Isso permitiu que eu me aproximasse na relargada. Nós não esperávamos que fosse durar tanto assim, mas os pneus corresponderam bem e nós tivemos um bom ajuste."

Mesmo com um carro inferior, ao menos na teoria, Ricciardo conseguiu grandes ultrapassagens sobre as Mercedes de Lewis Hamilton e Bottas. Ele próprio se mostrou surpreso com o desempenho e tentou explicar os movimentos que o levaram à primeira colocação.

"Às vezes, você tem que aproveitar a brecha e atacar. Me diverti muito. Muitas vezes, você tem apenas uma chance para tentar, então eu tento aproveitar cada oportunidade", avaliou. "Há 24 horas, eu achava que largaria na parte final do grid. Agora, posso comemorar a vitória."

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Daniel Ricciardo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.