Wolfgang Rattay/ Reuters
Wolfgang Rattay/ Reuters

Ex-agente de Schumacher diz que esposa o impediu de fazer visitas

Willi Webber afirma não ter qualquer contato com ex-piloto alemão

Estadão Conteúdo

26 de dezembro de 2015 | 14h05

Ex-agente de Michael Schumacher, Willi Weber criticou publicamente neste sábado a esposa do ex-piloto, Corinna. Nas redes sociais, Weber afirmou que não está podendo visitar o heptacampeão da Fórmula 1 desde o acidente ocorrido há dois anos. E Corinna seria a responsável pela proibição.

"Corinna está me impedindo de ter qualquer contato com Michael. Já tentei dezenas de vezes de ter a permissão dela, mas não tive nenhum sucesso", declarou Weber, ao jornal alemão Bild, para o qual reiterou as declarações que fez em postagem no Facebook.

Ao jornal, o ex-empresário de Schumacher disse não saber as razões das negativas de Corinna. "Eu não sei o que falar, não sei quais são os motivos. Não sei o que está por trás disso. Há sempre muitas desculpas e evasivas. Recentemente, ela disse que não permitira por medo de haver alguma infecção por bactéria", afirmou.

Weber foi agente de Schumacher entre os anos de 1988 e 2010. Foi neste período que o alemão brilhou na F1, conquistando sete títulos e derrubando seguidos recordes. Ele era uma das pessoas mais próximas do ex-piloto, que deixou a categoria em definitivo no fim de 2012. "Antes do acidente, minha relação com Michael era sensacional", afirmou.

Schumacher sofreu o grave acidente numa pista de esqui, nos Alpes Franceses, no dia 29 de dezembro de 2013. Uma forte pancada na cabeça deixou o ex-piloto em coma. Desde então, a família, alegando privacidade, divulgou raras informações sobre o estado de saúde do heptacampeão, que se recupera do acidente em casa, desde setembro do ano passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.