Ex-assessor de Mosley enfrentará Todt na eleição da FIA

O francês Jean Todt terá um opositor na eleição presidencial da Federação Internacional de Automobilismo (FIA). Nesta quinta-feira, David Ward anunciou que vai concorrer ao cargo, no pleito marcado para ser realizado em dezembro, em Paris. Todt está no comando da FIA desde 2009 e sua candidatura à reeleição é dada como certa, mesmo que ele ainda não tenha oficializado a sua decisão.

AE-AP, Agência Estado

29 de agosto de 2013 | 10h29

Ward disse que vai enfrentar Todt, atual presidente da entidade, após renunciar ao seu cargo de diretor geral da Fundação FIA. O britânico foi assessor de Max Mosley, ex-presidente da FIA, e anteriormente trabalhou como assessor de John Smith, ex-líder do Partido Trabalhista.

"Depois de pensar com muito cuidado, eu decidi ser candidato na eleição presidencial de 2013 da FIA", disse Ward, de 56 anos, em um comunicado. "O período eleitoral começa em setembro e será necessário me aproximar de membros da FIA para garantir nomeações. Nessas circunstâncias, eu acho que a ação correta é renunciar (à direção da Fundação FIA)".

O britânico disse que pretende fazer campanha agressiva para suceder Todt. "Processos eleitorais envolvem inevitavelmente debates robustos e vigorosos", disse Ward, que também é o secretário-executivo da Comissão Independente para a Segurança Rodoviária Global.

Tudo o que sabemos sobre:
automobilismoFIAeleiçãoDavid Ward

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.