Ex-mecânico da Ferrari é condenado à prisão na Itália

O escândalo de sabotagem que resultou na punição à McLaren, em 2007, também terminou mal para o ex-mecânico da Ferrari Nigel Stepney, que foi condenado à prisão nesta quarta-feira. Acusado de tentar sabotar os carros e roubar informações da equipe ferrarista, Stepney foi sentenciado pela Justiça italiana a 20 meses de detenção.

AE, Agência Estado

29 de setembro de 2010 | 21h34

Apesar da condenação, o mecânico não deve ficar atrás das grades. Isso porque foi feito um acordo com a Justiça italiana, fato inclusive comemorado pelo seu advogado. Além da pena que deve ser cumprida fora da prisão, ele terá que pagar uma multa de 600 euros.

Em 2007, Stepney foi acusado de tentar sabotar os carros do brasileiro Felipe Massa e do finlandês Kimi Raikkonen durante o GP de Mônaco. Além disso, o mecânico também passou informações técnicas da Ferrari para a McLaren, que acabou eliminada do Mundial de Construtores e ainda teve que pagar uma multa de US$ 100 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1FerrariNigel Stepney

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.