Ex-motociclista revela que abandonou o esporte após sofrer abuso sexual

Elena Myers participava de competições de superbike nos Estados Unidos

O Estado de S.Paulo

21 Fevereiro 2017 | 09h41

Um ano depois de anunciar sua aposentadoria, a motociclista Elena Myers, que participava de um dos maiores toneios de superbike dos Estados Unidos, revela o verdadeiro motivo pelo qual ela deixou as pistas. Depois da última corrida na temporada de 2014, sofreu abuso sexual. A decisão de abandonar o esporte aconteceu aos 22 anos, quando apresentava uma boa temporada nas disputas da modalidade. Em entrevista para a Revista Filadélfia, ela conta que depois de competir, marcou uma sessão de massagem em um hotel americano e foi abusada pelo profissional do local.

Na época, Elena diz que tentou fazer uma denúncia, mas o medo de se expór tomou conta e ela só entrou com processo depois de três anos. O agressor já possui uma ficha de abusos sexuais e até mesmo de estupro.

Nas redes sociais, a ex-motociclista também desabafou sobre o caso: "Um dia após a última corrida da temporada de 2014, fui violentada sexualmente por um terapeuta de massagem no SPA do Loews Philadelphia Hotel. Eu denunciei essa agressão a inúmeros funcionários do hotel e SPA, mas ninguém quis me ajudar. Este artigo, que saiu hoje na Revista Filadélfia, é um começo para dividir a verdade dolorosa sobre o que aconteceu comigo durante e após esse ataque."

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.