REUTERS/Paulo Whitaker
REUTERS/Paulo Whitaker

Ex-Red Bull assume aerodinâmica da Renault e fala em colocar equipe no topo

Pete Machin tenta repetir o sucesso do trabalho que lhe rendeu quatro títulos mundiais na Fórmula 1

Estadao Conteudo

14 Fevereiro 2017 | 12h14

A Renault anunciou nesta terça-feira a contratação de Pete Machin para assumir o cargo de chefe de aerodinâmica da equipe a partir de julho. Sua última função na Fórmula 1 foi na Red Bull, tendo trabalhado no túnel de vento para desenvolver os carros que lhe renderam quatro títulos mundiais.

Machin, que também já trabalhou na Arrows, exibiu otimismo nas suas primeiras palavras após ser contratado pela Renault. O dirigente revelou a meta de levar a sua nova equipe a um título mundial em breve, também se aproveitando das alterações profundas no regulamento técnico da Fórmula 1, lembrando que a aerodinâmica passará a ser mais proeminente nos carros a partir do próximo campeonato.

"As mudanças no regulamento técnico para 2017 são a primeira alteração significativa em quatro anos e permitirão que os carros de Fórmula 1 consigam maior força aerodinâmica do que em qualquer outro momento da história do esporte, por isso é um momento muito emocionante assumir o desenvolvimento aerodinâmico da Renault e estou confiante em conseguir levar a equipe de volta para a ponta do grid", disse.

De volta ao grid da Fórmula 1 em 2016, a Renault ficou na nona colocação no Mundial de Construtores, com oito pontos somados. Neste ano, a equipe terá o alemão Nico Hulkenberg e o britânico Jolyon Palmer como pilotos titulares. A apresentação do seu carro para a temporada será em 21 de fevereiro.

Os testes coletivos da Fórmula 1 ocorrerão em Barcelona, nos períodos de 27 de fevereiro a 2 de março e de 7 a 10 de março. A temporada 2017 vai começar em 26 de março, quando será realizado o GP da Austrália.

Mais conteúdo sobre:
RenaultFórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.