F-1: areia preocupa pilotos em Bahrein

Pilotos, equipes e fornecedores de pneus da Fórmula 1 deverão ter um inimigo comum a partir de sexta-feira, quando ocorrem os primeiros treinos do GP de Bahrein: a areia. O autódromo que vai receber a terceira etapa do Mundial foi construído numa região de deserto a cerca de 30 km da capital Manama e o temor é que o vento leve areia para a pista, o que pode causar problemas."Creio que todos estão na expectativa de ver que influência terá a areia, se vamos ter areia na caixa de câmbio. Espero que isso não tenha influência sobre a confiabilidade do equipamento??, disse o alemão Michael Schumacher, da Ferrari.O francês Pierre Dupasquier, diretor esportivo da Michelin, também está preocupado. "Não sabemos muito o que encontraremos pela frente, a não ser que será calor e há o risco de que o vento leve areia para o asfalto, o que deverá diminuir o nível de aderência??, afirmou Dupasquier.Já o japonês Hisao Suganuma, diretor técnico da Bridgestone, parece mais preocupado com o calor. "Teremos de ser cuidadosos com a temperatura, pois esperamos que no asfalto supere os 50 graus Celsius.Precisamos preparar pneus para que haja boa aderência e maior durabilidade nessa situação.??

Agencia Estado,

29 de março de 2004 | 17h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.