Darko Bandic/AFP
Darko Bandic/AFP

F-1 inicia seu 'novo normal' com Hamilton na frente no 1º treino livre na Áustria

Hexacampeão mundial é o mais rápido no primeiro treino livre da temporada, seguido por Valtteri Bottas

Redação, Estadão Conteúdo

03 de julho de 2020 | 08h31

Com o espanhol Carlos Sainz Jr. entrando na pista do circuito de Spielberg com a sua McLaren logo nos instantes iniciais do primeiro treino livre para o GP da Áustria, a Fórmula 1 começou nesta sexta-feira o seu "novo normal", com adaptações e diversas restrições, para encarar uma "maratona" de oito corridas nos próximos 10 finais de semana. Depois de 90 minutos de atividades, em que as equipes mais se preocupam com o acerto de seus carros, o inglês Lewis Hamilton, com sua Mercedes agora toda preta, foi o melhor.

Depois de quase quatro meses desde o cancelamento do GP da Austrália, prova que abriria a temporada de 2020, a Fórmula 1 começou para valer nesta sexta-feira com a Mercedes mais uma vez na frente. A equipe alemã fez a dobradinha no primeiro treino livre com a liderança de Hamilton, que fez a melhor de suas 42 voltas em 1min04s816, e a segunda colocação do finlandês Valtteri Bottas, com 1min05s172.

Vencedor do GP da Áustria nos dois últimos anos, o holandês Max Verstappen ficou com o terceiro melhor tempo da sessão. Mais preocupado com o desempenho de seu carro para a corrida de domingo, o piloto da Red Bull fazia voltas mais lentas e só no final conseguiu encaixar uma boa, de 1min05s418, para ficar atrás apenas das duas Mercedes.

Outro destaque do primeiro treino livre foi o bom desempenho de Carlos Sainz Jr., o quarto colocado com 1min05s431, e o do mexicano Sergio Perez, em quinto com 1min05s512 em sua Racing Point. Outro piloto da McLaren, o britânico Lando Norris ficou em sexto lugar, seguido pelo tailandês Alexander Albon, da Red Bull, do australiano Daniel Ricciardo, que chegou a liderar a sessão com sus Renault, e do dinamarquês Kevin Magnussen, da Haas.

Quem não teve um bom início na Áustria foi a Ferrari. O monegasco Charles Leclerc terminou o primeiro livre na 10.ª colocação com o tempo muito perto de 1min06s (1min05s924), duas posições à frente do alemão Sebastian Vettel (1min06s077).

Em razão da pandemia do novo coronavírus, equipes e pilotos iniciaram a temporada enfrentando obstáculos em suas funções, mais limitadas e cheias de cuidados sanitários. Como acontece em outras modalidades esportivas, o uso de máscaras e de álcool em gel é uma obrigação constante.

Pelos novos protocolos da competição, não há visitantes nem patrocinadores circulando pelo paddock. Cada equipe teve que fazer cortes para reduzir o número de pessoas nos boxes e nas áreas de hospitalidade, com limite de 80 por time. A presença de jornalistas também foi minimizada. Os poucos presentes não estão tendo acesso ao paddock ou ao pit Lane. A largada do GP da Áustria está agendada para as 10h10 de domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
automobilismoFórmula 1Lewis Hamilton

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.