Bryn Williams/Reuters
Bryn Williams/Reuters

F-1 inova e confirma o uso de anel externo no GP de Sakhir, o segundo no Bahrein

Bahrein vai usar traçados diferentes nos dois GPs que sediará nesta temporada

Redação, Estadão Conteúdo

28 de agosto de 2020 | 11h01

Em uma temporada marcada pela utilização de circuitos diferentes em relação aos últimos anos, em razão da pandemia do novo coronavírus que alterou grande parte do calendário de 2020, a Fórmula 1 anunciou nesta sexta-feira mais uma novidade. O Bahrein vai usar dois traçados diferentes nos dois GPs que sediará nesta temporada. Confirmando as expectativas, a segunda corrida, atendendo por GP de Sakhir, acontecerá com o traçado do anel externo, mais veloz e também apelidado de "quase oval".

O circuito mantém o primeiro e o terceiro setor do traçado original, mas com mudanças profundas no segundo. Depois da curva 4, uma série de curvas em alta velocidade assume a posição de um trecho que seria originalmente mais travado. O anel externo é bem mais curto, com 3.543 metros de extensão. Dessa forma, a corrida terá 87 voltas para atingir a distância padrão de um GP de Fórmula 1.

"Estamos entusiasmados por anunciar o circuito externo como o formato para o GP de Sakhir e queremos agradecer aos nossos parceiros do Circuito Internacional do Bahrein por seu apoio contínuo", disse Ross Brawn, diretor esportivo da Fórmula 1. "Avaliamos uma série de opções para o layout alternativo do circuito e chegamos à conclusão que o circuito externo vai ser a melhor alternativa e vai proporcionar um novo desafio para todas as equipes e entreterá todos os nossos fãs com altas velocidades e tempos de volta rápidos", seguiu.

"Agradecemos à Fórmula 1 por todo o trabalho na análise das opções para a nossa segunda corrida", afirmou o xeque Salman bin Isa Al-Khalifa, diretor-executivo do autódromo. "Essa é uma grande prova de que vamos conseguir realizar o que provavelmente serão corridas muito contrastantes em finais de semana consecutivos. Nossa pista externa jamais foi usada para competições internacionais, de modo que vai ser um novo e empolgante desafio para todos os envolvidos", destacou.

A Fórmula 1 espera que os carros completem voltas com menos de 55 segundos no treino oficial de classificação e em cerca de 1 minuto na corrida, tornando essa uma das pistas mais curtas da história da categoria. A última vez que o pole teve tempo abaixo da marca de 1 minuto foi em 1974, na versão curta do traçado de Dijon-Prenois, na França. Na ocasião, o austríaco Niki Lauda foi o mais rápido com 58s79.

O GP de Sakhir acontece uma semana após o GP do Bahrein. A corrida está marcada para 6 de dezembro e é a penúltima da temporada de 2020. O Mundial será encerrado sete dias depois com o GP de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.