F-1: líderes treinam na Europa

Os três pilotos que irão disputar o título nas duas etapas decisivas do Mundial, dia 28 em Indianápolis e 12 de outubro em Suzuka, realizaram nesta quarta-feira o segundo dia de treinos particulares. Em Jerez de la Frontera, Espanha, o incansável Michael Schumacher, da Ferrari, líder do campeonato com 82 pontos, completou 107 voltas, sendo a melhor em 1min18s470.Já o segundo colocado no Mundial, Juan Pablo Montoya, da Williams, com 79 pontos, deu 43 voltas na pista de Silverstone, Inglaterra, com 1min19s966 na mais rápida. O finlandês Kimi Raikkonen, McLaren, terceiro com 75, trabalhou em Barcelona, onde percorreu 79 vezes o Circuito da Catalunha, 1min16s432.As marcas de cada um são menos representativas que os quilômetros percorridos por eles, seus companheiros e os pilotos de testes da equipe. Na Ferrari, além de Schumacher, o time testou nesta quarta-feira com Felipe Massa, em Monza, onde deu 72 voltas. Massa verificou o comportamento do carro com algumas modificações que poderão ser usadas em Indianápolis, enquanto o alemão concentrou-se no desenvolvimento dos pneus Bridgestone.Na Williams, Marc Gené completou, também em Silverstone, 116 voltas. Montoya testou uma nova suspensão dianteira, desenhada para os novos pneus Michelin, e os dois experimentaram igualmente novos pneus. A McLaren, por ter concentrado seus esforços no modelo MP4/18, que sequer irá estrear, tenta agora recuperar o atraso no desenvolvimento do MP4/17D. David Coulthard deu 78 voltas e Alexander Wurz, 119, todos em Barcelona.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.