F-1 muda os treinos de classificação

Não foram necessárias nem mesmo as trêsprimeiras etapas do campeonato, proposta por alguns chefes de equipe,para que o atual regulamento esportivo, experimentado na Austrália, nacobertura do mundial, fosse alterado. Para a corrida de Manama, emBahrein, dia 4, a primeira num país do Oriente Médio, a programação dosábado à tarde, onde são disputadas as sessões de pré-classificação e aclassificação para o grid será distinta. As emissoras de TV representam a maior fonte de renda da empresaque administra a competição, Fórmula One Manegement ( FOM) é a vendados direitos de tevê que garantem as equipes o dinheiro que lhes érepassado pela FOM e que tanta discussão já gerou entre as montadorasdonas de escuderias e Bernie Ecclestone, presidente da FOM. Portanto,nada mais sensato do que atendê-las. Depois de as duas sessões na prova de Sepang, sábado, terem seestendido por mais de duas horas, enquanto Michael Schumachernecessitou apenas de uma hora e 31 minutos para completar as 56 voltasda GP da Malásia e vencer, as emissoras deram um ultimato a todos naFórmula Um: ?do jeito que está nós não transmitimos mais nada?. Valelembrar que o contrato de patrocínio entre as equipes e as empresaslhes garante tantos minutos de visibilidade, aos sábados durante a prée a classificação. A eventual não transmissão regular das sessões implicaria arevisão dos contratos e, claro, redução nos valores investidos. Não édifícil compreender, agora, porque os chefes de equipes resolveram porunanimidade aprovar a mudança proposta pela FIA , atendendo asolicitação das emissoras de TV. A pré-classificação começará, em Manama às 13 horas e não mais às14 horas. E a classificação em si, às 14 horas. Haverá intervalo umpouco maior que os dois minutos estabelecidos até Sepang entre umasessão e outra. Com isso, a grande maioria das Tvs que adquiriram osdireitos de transmitir o mundial, a preços milionários - Itália,Alemanha, Grã Bretanha, França e Japão, por exemplo, pagam US 56milhões por ano - irão, com o novo formato, concentrar-se apenas nasegunda sessão, das 14 às 15 horas, a que de verdade define o grid. Mesmo porque a primeira sessão, a pré classificação, provouser, quando associada à classificação como este ano, um fracasso. Ospilotos são, em geral, mais velozes na classificação que na préclassificação, o que não faz sentido, já que na pré teoricamente oscarros deveriam estar o mais leve possível para garantir uma dasúltimas posições a sair para a pista na classificação. ? Essa préclassificação não faz sentido. O preço que você paga se errar é muitoalto. E o que você ganha se for o primeiro é quase nada ? explicouRubens Barrichelo na Malásia. Os chefes de equipe enviaram documento à FIA, nesta quarta-feira, concordando com as mudanças e a entidade solicitou aos membros do seu Conselho Mundial que votação também a alteração por fax.SCHUMACHER - Até onde se sabe os prêmios por conquista não colaboram com muita coisa para aumentar sua conta bancária. Assim, as duas vitórias nas duas primeiras etapas do campeonato não o fizeram mais rico. No ranking dos esportistas mais bem pagos de 2003, o alemão aparece emsegundo, com um faturamento de U$ 64 milhões. O campeão é o golfista norte-americano Tiger Wods com U$ 103 milhões. O jogador de futebol inglês David Beckham, do Real Madri, vem em terceiro - U$ 36,1 milhões.

Agencia Estado,

24 de março de 2004 | 15h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.