F-1: Vitórias, e não pontos, decidirão título nesta temporada

O título da Fórmula 1 este ano será do piloto que vencer o maior número de corridas, e não daquele que somar mais pontos, informou a Federação Internacional de Automobilismo nesta terça-feira.

REUTERS

17 de março de 2009 | 12h10

A FIA informou em um comunicado que seu conselho mundial de automobilismo rejeitou a proposta apresentada pelas equipes de mudar o sistema de pontuação para recompensar os vencedores das corridas.

No entanto, o conselho aceitou a proposta dos organizadores da competição - a Formula One Management - de entregar o título de campeão da temporada ao piloto que vencer o maior número de corridas durante a temporada.

"Se dois ou mais pilotos terminarem a temporada com o mesmo número de vitórias, o título será entregue a quem somou o maior número de pontos", disse a FIA.

A distribuição dos pontos será a mesma do ano passado, com a sequência 10-8-6-5-4-3-2-1, do primeiro ao oitavo colocado.

O restante da classificação do Mundial, do segundo colocado em diante, será decidido pelo atual sistema de pontos. O Mundial de Construtores não será afetado.

A FIA descartou também a proposta de entregar medalhas no estilo olímpico, que era defendida pelo dono dos direitos comerciais da F1, Bernie Ecclestone. Segundo a proposta, o piloto com o maior número de ouros seria o campeão.

O britânico Lewis Hamilton, da McLaren, foi o campeão mundial do ano passado, apesar de ter vencido menos corridas que o brasileiro Felipe Massa, da Ferrari.

(Reportagem de Alan Baldwin)

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.