F-1: Zonta é o melhor na 2ª sessão

O brasileiro Ricardo Zonta, piloto de provas da Toyota, foi o mais rápido na segunda sessão de treinos livres para o GP do Japão, realizado nesta madrugada (horário de Brasília), em Suzuka, penúltima etapa da temporada 2005 da Fórmula 1. Campeão por antecipação, o espanhol Fernando Alonso, da Renault, foi o oitavo. Rubens Barrichello (Ferrari), ficou em quarto. O alemão Michael Schumacher (Ferrari), sete vezes campeão mundial, fez o segundo melhor tempo. Pedro Martínez de la Rosa, piloto de provas da McLaren, acabou em terceiro. No computo geral das duas sessões de treinos livres de hoje, Pedro de la Rosa foi o mais rápido. O céu estava aberto nesta segunda sessão livre. Na segunda metade caiu uma ligeira chuva. A temperatura ambiente era de 24 graus (25 na pista). A classificação geral foi a seguinte: 1º) Ricardo Zonta (BRA/Toyota - 1min30s682;2º) Michael Schumacher (ALE/Ferrari) - 1min31s7163º) Pedro de la Rosa (ESP/ McLaren) - 1min31s8214º) Rubens Barrichello (BRA/Ferrari) - 1min32s2675º) Kimi Raikkonen (FIN/McLaren) - 1min32s8496º) Ralf Schumacher (ALE/Toyota) - 1min32s9177º) Jarno Trulli (ITA/Toyota) - 1min33s1228º) Fernando Alonso (ESP/Renault) - 1min33s2599º) Jenson Button (ING/BAR) - 1min33s45310º) Mark Webber (AUS/Williams) - 1min33s52011º) David Coulthard (ESC/RBR) - 1min33s56312º) Antonio Pizzonia (BRA/Williams) - 1min33s67913º) Takuma Sato (JAP/BAR) - 1min34s33014º) Giancarlo Fisichella (ITA/Renault) - 1min34.40015º) Felipe Massa (BRA/Sauber) - 1min34s42116º) Christian Klien (AUT/RedBull) - 1min34s70717º) Sakon Yamamoto (JAP/Jordan) - 1min34s82918º) Jacques Villeneuve (CAN/Sauber) - 1min34s87419º) Vitantonio Liuzzi (ITA/RedBull) 1min34s97720º) Robert Doornbos (HOL/Minardi) - 1min35s15021º) Tiago Monteiro (POR/Jordan) - 1min35s38822º) Juan Pablo Montoya (COL/McLaren) - 1min37s37123º) Christijan Albers (NED/Minardi) - 1min37s62624º) Narain Karthikeyan (IND/Jordan) - 1min38s034.

Agencia Estado,

07 de outubro de 2005 | 03h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.