F-Indy: começa a festa de Long Beach

Está chegando a hora da corrida que os pilotos adoram disputar e os jornalistas querem cobrir, a prova em que os VIPs aparecem e o público se diverte, o evento em que os organizadores faturam alto. Segunda etapa da temporada de Fórmula Indy, o GP de Long Beach será realizado no próximo domingo. Amanhã, os carros entram no circuito de rua para os treinos livres.O GP de Long Beach é mais que uma corrida, é uma grande festa celebrada todo ano no sul da Califórnia, costa oeste dos Estados Unidos, nos arredores de Los Angeles. A proximidade com Hollywood faz com que astros do cinema, assim como da tevê, dos esportes e personalidades em geral, apareçam na pista, não só para badalar mas para disputar a ?corrida das celebridades?, todos de Toyota Celica.Dessa vez, estarão em Long Beach os atores William Shatner e David Alan Grier, além de Jim Kelly, ex-quarterback do Buffalo Bills, e Dara Torres, nadadora que conquistou nove medalhas olímpicas. E mais oito famosos, que vão largar com 30 segundos de vantagem sobre quatro profissionais, entre eles Scott Pruett, ex-piloto da Indy. Os pilotos de verdade venceram 11 vezes a prova nos últimos 24 anos.Na hora da corrida de verdade, domingo, os pilotos estarão diante de uma das maiores e mais entusiasmadas platéias do campeonato. Os ingressos estão esgotados há um bom tempo e mais de 100 mil pessoas devem comparecer. Quem não consegue um lugar assiste das varandas de hotéis e condomínios das redondezas.Para Bryan Herta, da equipe Zakspeed/Forsythe, é "sem dúvida a corrida preferida no ano". Michael Andretti, da Motorola Green, diz que sempre gostou de Long Beach, "uma ótima cidade para se visitar porque se volta totalmente para a corrida". Max Papis, da Rahal, acha que "é divertido correr e a multidão é fantástica".O italiano Papis acha legal fazer parte do estilo californiano de vida, "algo de que todo europeu ouve falar" e ele teve a oportunidade de fazer. Baseado em sua experiência no ano passado, Herta diz ter aprendido a correr nessa prova: "Eu estava em terceiro, tivemos um problema de freio na curva um e fui parar no muro. Com aquelas paredes, não se pode errar. Muitos aprenderam essa lição ao longo dos anos. Você preciso ser agressivo, mas também preciso. Se perde a concentração por um segundo, acaba na parede. Esse é o desafio." Após a vitória na primeira etapa, em Monterrey, México, o brasileiro Cristiano da Matta, da Newman Haas, chega a Long Beach como líder do campeonato, com 21 pontos (20 pelo primeiro lugar e mais um pelo maior número de voltas lideradas). Seu compatriota Gil de Ferran, atual campeão e vice-líder com 16 pontos, é um sério candidato a tomar-lhe a ponta, pela experiência e pelo bom desempenho que costuma ter em circuitos não ovais (mistos e de rua) com seu Penske.Os outros brasileiros são Hélio Castro Neves (Penske), Christian Fittipaldi (Newman Haas), Bruno Junqueira (Chip Ganassi), Roberto Moreno (Patrick), Luiz Garcia Jr. (Dale Coyne), Max Wilson (Sigma), Maurício Gugelmin (Pac West) e Tony Kanaan (Mo Nunn).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.