F-Truck: Totti é pole em Campo Grande

Leandro Totti (Ford) será o pole position da sexta etapa da Fórmula Truck, que será realizada neste domingo, em Campo Grande (MS). A prova, marcada para as 14 horas, terá transmissão da RedeTV! e será decisiva para a definição do campeonato, que tem nove provas no total. Atrás de Totti, que fez 1min49s155, largam Vignaldo Fizio (Mercedes), que marcou a melhor volta em 1min49s394, e Renato Martins (Volkswagen), com 1min49s550. O líder da competição, Wellington Cirino (Mercedes), que tem 69 pontos, se acidentou na última etapa, em Londrina (PR) e não deve voltar a competir até o fim da temporada. O piloto é conhecido como o ?Rei de Campo Grande?, já que das três provas realizadas em Campo Grande, ele largou na pole position nas três e venceu em 2002 e 2003. Da segunda a quinta colocações a briga é acirrada: Fabiano Britto (Volvo) tem 50 pontos, um a mais que Leandro Totti. O quarto é Vignaldo Fizio, com 44 pontos, seguido de Roberval Andrade, com 36. Totti mostrou novamente que conhece bem a pista de Campo Grande. Ano passado, conquistou no mesmo circuito sua primeira vitória. ?Como aconteceu nos treinos, o caminhão estava muito bem ajustado. Eu já esperava ficar entre os primeiros colocados?, avaliou o piloto, que conquistou a pole pela primeira vez na carreira ? a primeira foi na etapa de Londrina. Em 2004, o paranense conseguiu uma façanha. ?Larguei em 20º e ganhei minha primeira corrida. Foi uma boa prova. Gosto da pista daqui porque é travada, com curvas rápidas. Além disso, ela é parecida com a de Londrina, onde treino sempre?, concluiu. O veterano Vignaldo Fizio larga logo atrás de Totti. ?Foi uma boa colocação, mas acho que poderia ter conquistado a pole. Tive uma volta que foi anulada porque o radar apontou excesso de velocidade (na reta oposta, os caminhões não podem passar acima de 160 quilômetros por hora). Se não fosse isso meu tempo seria de 1min48s. Mas tudo bem, o caminhão se comportou bem. Vou estudar os gráficos para ver o que fazer na corrida?, declarou. Fizio ainda não sabe qual estratégia adotará para passar Totti. ?Ele está com um caminhão mais leve e todo mundo sabe que não pode deixar ele escapar. Mas também não sei se adianta forçar e tentar ultrapassá-lo. A temperatura que vai determinar se vou atacá-lo ou administrar. Fora que preciso ficar de olho no retrovisor. Os caras que vêm atrás ? Renato Martins, Djalma Fogaça e Roberval ? são perigosos?, ressalta. Renato Martins também reclamou de seu desempenho: ?Esperava ficar entre os cinco, mas errei uma freada. Só de largar em terceiro já mostrou que foi um bom treino. Agora é ajustar o caminhão, dar uma revisada para a prova.? O piloto acredita que a prova será bastante complicada. ?O cara que está na minha frente anda exatamente igual a mim, segundo as estatísticas. Por isso vai ser complicado ultrapassá-lo?, diz. ?Acho que logo na largada o Vig vai tentar passar o Totti?, opina. ?O que me importa é conseguir terminar a prova. Talvez eu ajuste o caminhão para evitar quebras. É possível que fique mais lento, mas quero pontuar?, conclui.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.