F1 anuncia punições a Maldonado, Kobayashi e Vergne

O venezuelano Pastor Maldonado, o japonês Kamui Kobayashi e o francês Jean-Eric Vergne foram punidos neste domingo ao fim do GP da Europa. Maldonado perdeu duas posições na classificação final da prova, enquanto os outros dois pilotos perderão posições no grid de largada da próxima corrida da Fórmula 1, em Silverstone, na Inglaterra.

AE, Agência Estado

24 de junho de 2012 | 15h33

Kobayashi perderá cinco posições por ter atingido a Ferrari de Felipe Massa. O choque tirou o brasileiro da pista e o obrigou a ir para os boxes antes do previsto para trocar um dos pneus dianteiros. Na parada, os mecânicos da equipe italiana cometeram um erro, o que prejudicou ainda mais a corrida de Massa. Ele terminou a prova em 16º.

O japonês, que abandonou após o choque com Massa, já havia causado incidente com Bruno Senna, ao atingir a traseira do brasileiro, em uma tentativa de ultrapassagem por dentro. O piloto da Williams também perdeu tempo nos boxes para trocar um dos pneus e o bico do carro. Neste caso, porém, Kobayashi escapou da punição, que recaiu sobre Bruno.

Vergne, por sua vez, sofreu a perda de dez posições no próximo grid por ter atingido o carro do finlandês Heikki Kovalainen na volta 27. O piloto francês foi multado ainda em 25 mil euros pela manobra que quase tirou o rival da prova. Vergne, da Toro Rosso, abandonou a corrida mais cedo depois do choque.

Já Maldonado recebeu como punição uma passagem pelos boxes ao fim da prova, o que na prática significa um acréscimo de 20 segundos em seu tempo final. Ele tirou Lewis Hamilton da prova na última volta ao forçar ultrapassagem. Assim, perdeu duas posições e caiu para 12º. Dessa forma, seu companheiro de Williams, Bruno Senna, subiu de 11º para 10º e entrou na zona de pontuação.

Michael Schumacher, por sua vez, escapou de reprimenda por ter usado o DRS (as asas traseiras reajustáveis) quando a corrida estava sob bandeira amarela. Os comissários da prova entenderam que o alemão desacelerou o suficiente para evitar a punição. O piloto da Mercedes chegou em terceiro lugar e faturou seu primeiro pódio desde seu retorno à F1.

Confira a classificação final atualizada:

1.º - Fernando Alonso (ESP/Ferrari)

2.º - Kimi Raikkonen (FIN/Lotus)

3.º - Michael Schumacher (ALE/Mercedes)

4.º - Mark Webber (AUS/Red Bull)

5.º - Nico Hulkenberg (ALE/Force India)

6.º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes)

7.º - Paul Di Resta (ESC/Force India)

8.º - Jenson Button (ING/McLaren)

9.º - Sergio Perez (MEX/Sauber)

10.º - Bruno Senna (BRA/Williams)

11.º - Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso)

12.º - Pastor Maldonado (VEN/Williams)

13.º - Vitaly Petrov (RUS/Caterham)

14.º - Heikki Kovalainen (FIN/Caterham)

15.º - Charles Pic (FRA/Marussia)

16.º - Felipe Massa (BRA/Ferrari)

17.º - Pedro de la Rosa (ESP/Hispania)

18.º - Narain Karthikeyan (IND/Hispania)

19.º - Lewis Hamilton (ING/McLaren)

Não completaram a prova:

Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)

Romain Grosjean (FRA/Lotus)

Kamui Kobayashi (JAP/Sauber)

Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso)

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP da Europapunições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.