F1 começa a questionar preço de ingresso

A Fórmula 1 teve nesta quinta-feira dois pronunciamentos históricos sobre um tema quase nunca abordado por dirigentes de equipes e pilotos: preço dos ingressos. A sensível queda de público nos autódromos tem sido relacionada às dificuldades econômicas mundiais e aos elevados valores cobrados para se assistir a um Grande Prêmio."Se os preços das corridas fossem praticados nos estádios de futebol, haveria protestos. Penso que os ingressos estão realmente muito caros", afirmou Michael Schumacher. "Para o meu gosto também estão muito elevados", comentou Norbert Haug, diretor da Mercedes. Os preços variam de 110 a 410 euros. Um lugar em frente aos boxes custa 300 euros (quase mil reais).

Agencia Estado,

31 de julho de 2003 | 16h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.