Tiziana Fabi/AFP
Tiziana Fabi/AFP

Fabio Quartararo bate recorde da pista e crava a pole na etapa de Monza da MotoGP

'Foi a melhor volta que dei na minha vida', celebrou o líder do Mundialapós anotar 1min45s187

Redação, Estadão Conteúdo

29 de maio de 2021 | 11h08

Fabio Quartararo vai largar na pole position pela quarta vez seguida na temporada da MotoGP. O líder do Mundial bateu o recorde da pista de Monza, na etapa da Itália, com 1min45s187, e tentará ampliar sai vantagem no autódromo Internacional de Mugello.

"Foi a melhor volta que dei na minha vida", comemorou Quartararo. O francês da Yamaha terá o compatriota Francesco Bagnaia a seu lado, com 0s230 de diferença. Completa o grid Johann Zarco, 0s245 atrás do primeiro colocado.

Quartararo cravou 1min45s187 numa excelente volta em Mugello. Com o cronômetro zerado, muitos pilotos ainda tentaram buscar a pole, mas a marca era muito difícil de ser batida e ninguém chegou perto de ameaçar a posição. Bagnaia fez o segundo tempo e Zarco veio logo a seguir.

O francês fez enorme festa pela pole position na Itália. Desceu da moto feliz da vida e dando pulos para comemorar. Ele estava tão confiante em sua marca que antes mesmo de a tomada de tempo acabar, já festejava.

O pódio em Mugello reflete justamente como está a classificação da MotoGP. Quartararo lidera com 80 pontos, um a mais que Bagnaia. Em terceiro aparece Zargo, com 68. O trio disputará não apenas a vitória na etapa de Monza, como o primeiro lugar no geral.

O treino classificatório da MotoGP atrasou bastante por causa de um gravíssimo acidente na tomada de tempo do Moto3 envolvendo três pilotos, Jason Dupasquier, o japonês Ayumu Sasaki e o espanhol Jeremy Alcoba.

O jovem suíço de 19 anos recebeu longo atendimento na pista e acabou removido de helicóptero para um hospital de Florença. A direção da prova informou que os outros dois envolvidos passam bem, mas que situação de Dupasquier era preocupante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.