Farfus ganha 4 posições na F-Renault

A etapa de Monza do Campeonato Italiano de F-Renault, disputada domingo, foi marcada por algumas irregularidades. Alguns pilotos cortaram pista e outros ultrapassaram em bandeira amarela, o que ocasionou várias penalidades. Para o paranaense Augusto Farfus Júnior, o erro dos outros pilotos lhe rendeu uma melhor colocação. Ele que terminou a corrida em sexto, subiu para o segundo lugar, já que Ryan Briscoe, Michele Rugolo, Alfonso Di Benedetto, Fábio Carbone e César Campanico foram penalizados. Na largada, Augusto, que ocupava o quinto posto, pulou para a primeira posição antes de completar a primeira volta, só que, devido a um acidente com o brasileiro Popó Bueno, o Safety Car entrou na pista - o que determina que os pilotos se mantenham em suas posições, sem fazer nenhuma ultrapassagem - mas, sem explicação, o australiano Ryan Briscoe ultrapassou Augusto, que começou a fazer sinal para a direção da prova avisando a irregularidade. Nessa hora, Briscoe freou, fazendo com que Augusto acertasse a traseira do seu carro. Com a batida, o bico do carro de Augusto quebrou e ele perdeu cinco posições. Ali, Augusto perdeu a chance de vitória e terminou a prova em sexto lugar. A RC Motorsport, equipe de Augusto, entrou com uma reclamação contra a atitude de Briscoe, que não podia ter ultrapassado na bandeira amarela. A direção da prova, utilizando a camera car do carro de Augusto, pôde rever todos os lances da corrida e punir os pilotos que agiram de forma incorreta, inclusive aqueles que aproveitaram da presença do Safety Car para cortar algumas curvas do traçado. Com o segundo lugar, Augusto que participou somente de duas etapas do Italiano de F-Renault, está com 48 pontos e é o quarto do Campeonato. No Europeu de F-Renault, que tem a próxima etapa marcada para semana que vem na Hungria, ele é o líder absoluto com 30 pontos de diferença para o segundo colocado, o italiano Ronnie Quintarelli.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.