Felipe Massa admite decepção por não largar entre os três primeiros

Mais rápido nos treinos livres da sexta-feira, o brasileiro esperava largar no Top 3 na corrida

AE, Agência Estado

13 de abril de 2013 | 10h56

Felipe Massa admitiu ter ficado decepcionado com o quinto lugar no grid, obtido no treino classificatório do GP da China, na madrugada deste sábado. Mais rápido nos treinos livres da sexta-feira, o brasileiro esperava largar no Top 3 na corrida a ser disputada em Xangai, neste domingo.

"Foi um bom treino, com o carro rendendo bem e mostrando rapidez. Mas, para ser honesto, depois da minha performance nos treinos livres, eu esperava estar entre os três primeiros na largada", comentou o brasileiro, que perdeu a chance de obter feito inédito sobre o companheiro Fernando Alonso.

Massa superou o espanhol nos últimos quatro treinos classificatórios, incluindo os dois finais da temporada passada. Se tivesse desbancado o terceiro lugar de Alonso, o brasileiro obtido o quinto triunfo seguido sobre ele, algo inédito na carreira do bicampeão da Fórmula 1.

Sem superar o companheiro de Ferrari, Massa aposta na estratégia para se aproximar dos primeiros colocados no grid e brigar pela vitória. "Poupamos os pneus médios para a corrida, que deve ser bem apertada e que deve exigir três paradas para troca nos boxes. Acho que a estratégia e a administração dos pneus vão contar bastante amanhã."

Em situação mais favorável na largada, Alonso minimizou a escolha de pneus dos rivais, incluindo a estratégia de Sebastian Vettel - o alemão preferiu apostar nos pneus, médios, em detrimento da colocação, a nona no grid.

"Não estou preocupado com as escolhas da Red Bull. E sei que Mercedes geralmente sofre mais com o desgaste dos pneus do que nós. Estou realmente na expectativa por uma corrida interessante, na qual a maior ameaça deve vir de [Kimi] Raikkonen porque a Lotus já mostrou que está administrando bem os pneus", declarou o espanhol.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP da ChinaMassaAlonso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.