Arquivo/AE - 3/8/2009
Arquivo/AE - 3/8/2009

Felipe Massa afirma que o acidente na Hungria 'marcou sua história'

'Desde o acidente tenho muitos fãs lá', afirma o piloto brasileiro da Ferrari

AE, Agência Estado

27 de julho de 2011 | 12h14

BUDAPESTE - Há duas temporadas, o brasileiro Felipe Massa passou por um dos momentos mais marcantes de sua carreira na Fórmula 1, ao sofrer um grave acidente. No treino classificatório para o GP da Hungria, o piloto foi atingido por uma peça do carro de Rubens Barrichello, desmaiou e bateu forte contra os pneus, o que fez com que ele perdesse as oito etapas restantes do campeonato. No próximo domingo, o ferrarista estará novamente na pista do circuito de Hungaroring para a disputa de mais uma corrida no país e admite que as memórias de 2009 ainda estão vivas.

"Claro, depois do que aconteceu há dois anos, Budapeste e o povo húngaro são parte importante da minha história pessoal e mais uma vez espero encontrar o pessoal que me ajudou em um momento tão difícil, tanto na pista quanto no hospital. Desde o acidente tenho muitos fãs lá", declarou Massa, para depois lembrar que não foi apenas o acidente que o fez ganhar admiradores na Hungria.

"Eu não acho que eles se tornaram meus fãs por causa do acidente, mas sim porque eu passei algum tempo em Budapeste e fiz uma recuperação completa, que foi como uma vitória para mim e as pessoas aqui se sentiram como parte dessa vitória", enfatizou.

Desde o acidente, Massa não voltou a vencer na Fórmula 1 e nem a conquistar uma pole position. Com a evolução da Ferrari, após um início ruim na temporada, o brasileiro espera mudar esse panorama, ou, ao menos, conseguir terminar entre os quatro primeiros, já que nesta temporada tem quatro quintas colocações (Malásia, Europa, Inglaterra e Alemanha) como melhores resultados.

"Nas atuais circunstâncias, podemos ser otimistas quanto a um outro fim de semana positivo. Teremos os pneus macios e supermacios à disposição e sabemos que se encaixam muito bem em nosso carro. Na Hungria podemos esperar um clima normal de verão e a alta temperatura também está do nosso lado", avaliou, depois de disputar o GP da Alemanha sob clima frio, que normalmente favorece aos carros da Red Bull.

O lado negativo para a prova deste domingo, de acordo com o piloto da Ferrari, será a alta degradação dos pneus. "Há a possibilidade de degradação dos pneus com a alta temperatura, então acho que os torcedores podem esperar um grande espetáculo domingo, com algumas estratégias interessantes", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1FerrariFelipe Massa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.