Kamran Jebreili/AP
Kamran Jebreili/AP

Felipe Massa, contente de manhã, mas não à tarde

Piloto ficou em 6.º lugar com sua Ferrari no fim do dia; pela manhã, havia feito o melhor tempo

Lívio Oricchio,

19 de abril de 2013 | 14h00

BAHREIN - Quem conhece Felipe Massa sabe que não estava muito contente, hoje, depois do treino livre da tarde do GP de Bahrein. Sua expressão o denunciava. Ao fim de 34 voltas estabeleceu com o modelo138 da Ferrari o sexto tempo, 1min34s552, enquanto na sessão da manhã foi o mais rápido, com marca melhor que a da tarde, 1min34s487. O mais rápido do dia foi Kimi Raikkonen, da Lotus, 1min34s154, obtido à tarde.

"Estamos bem na simulação de corrida, tanto com os pneus duros quanto os médios. Na realidade com os duros precisamos trabalhar mais o carro", disse Massa, sem sorrir. Sexta-feira passada, no circuito de Xangai, quando ficou em primeiro, sua reação era outra. A Pirelli disponibilizou para as equipes em Bahrein os seus pneus mais duros, mas mesmo assim, revelou Massa, o desgaste é elevado. "O traçado, o calor, será um desafio poupar os traseiros", explicou. "Mas isso é um problema que atinge a todos."

"Há vários times rápidos aqui, a luta será apertada", prevê Massa. Seu tempo foi apenas 398 milésimos pior que o de Raikkonen, mas o suficiente para deixá-lo em sexto. Entre o finlandês da Lotus e Massa ficaram: Mark Webber, Sebastian Vettel, ambos da Red Bull, Fernando Alonso, Ferrari, e Paul Di Resta, da Force India. Seu carro, equipado com motor Mercedes, é muito veloz nas retas, o que conta bastante no circuito de Sakhir.

"Não conseguimos melhorar muito nosso tempo quando colocamos os pneus macios (no caso de Bahrein, os médios). Nossos adversários avançaram mais", comentou Massa. Apesar da expressão de não estar muito feliz com o resultado da sessão da tarde, no geral a Ferrari começou bem a disputa da quarta etapa do campeonato. "Claro, tem muito o que entender, acertar, mas o que enxergamos hoje deve nos dar boa direção para o restante do fim de semana."

Com o sexto lugar no GP da China, domingo, já são 13 etapas seguidas que Massa marca pontos. Nas dez últimas do ano passado e nas três desta temporada. O calor é intenso no circuito de Sakhir, com a temperatura ambiente à tarde atingindo 33 graus Celsius e o asfalto, 41 graus, com 27% de umidade.

Os carros voltam à pista de 5.412 metros às 5 horas de amanhã, horário de Brasília, 11 horas em Manama, com o terceiro treino livre.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.