Tim Chong/EFE
Tim Chong/EFE

Felipe Massa critica acidente causado por Lewis Hamilton e pede punição

Bico do carro da McLaren tocou no pneu traseiro do brasileiro, que acabou furando

AE-AP, Agência Estado

25 de setembro de 2011 | 14h46

CINGAPURA - Felipe Massa não escondeu sua insatisfação com o acidente causado pelo inglês Lewis Hamilton no GP de Cingapura de Fórmula 1, neste domingo. Na 12ª volta da corrida, o piloto da McLaren tocou, com o bico de seu carro, o pneu traseiro do brasileiro, que acabou furando e o obrigou a ir para os boxes. Depois da prova, o piloto da Ferrari reclamou do comportamento do adversário e pediu punição.

"É importante que a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) esteja olhando e penalizando o tempo todo", declarou Massa. "Ele está pagando por isso, porque teve que ficar dez segundos nos boxes (como punição durante a corrida). Mas ele não consegue ouvir, não consegue entender, ele não aprende nada. Este é o problema", completou o brasileiro.

O acidente atrapalhou a corrida de ambos os pilotos: Massa acabou em nono lugar e Hamilton, após uma sequência de ultrapassagens, chegou na quinta colocação. Mas este não foi o primeiro desentendimento entre eles neste fin de semana. Na última parte do treino classificatório de sábado, o inglês quase bateu no carro do brasileiro, ainda na volta de saída dos boxes.

"Ele destruiu minha corrida", reclamou o piloto da Ferrari, ao criticar a atitude de Hamilton no GP de Cingapura. "Ontem (sábado) ele tentou ser o Super-Homem no treino de classificação e hoje (neste domingo) ele tentou fazer o mesmo. Ele poderia ter causado um grande acidente."

Após a prova, Massa tentou falar com Hamilton, para cobrar uma explicação sobre o acidente, mas o inglês saiu sem responder. O piloto da McLaren, aliás, está ficando marcado por causar uma série de batidas nesta temporada - as principais foram com o próprio Massa, em Mônaco, com seu companheiro Jenson Button, no Canadá, e com o japonês Kamui Kobayashi, na Bélgica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.