Felipe Massa deixa UTI do Hospital Militar de Budapeste

Felipe Massa deixou nesta quarta-feira a unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Militar de Budapeste. O piloto brasileiro recupera-se bem após o acidente sofrido no sábado, durante a segunda etapa do treino classificatório para o GP da Hungria.

AE, Agencia Estado

29 de julho de 2009 | 11h03

A remoção de Massa para a enfermaria neurológica do hospital é mais um passo importante na recuperação. Nesta quarta, um exame de ressonância magnética mostrou resultados animadores, segundo o médico particular do piloto, Dino Altman, que já havia previsto a saída da terapia intensiva.

Em mais um dia de boa evolução em seu quadro clínico, Massa andou pela primeira vez desde o acidente. Ele caminhou pelo quarto e voltou a conversar com amigos e familiares. Chegou a perguntar sobre a corrida de domingo e lamentou não ter participado da prova.

Nos próximos dias, ainda segundo a equipe, Massa continuará em observação no hospital húngaro. É possível que ele seja transferido para Paris, atendendo à vontade da família, ou que volte para Mônaco, onde mora, para continuar o tratamento em casa nas próximas semanas.

O retorno do piloto às pistas ainda é tratado com cautela pela equipe médica. Mas para Dino Altman, médico particular do piloto, a tendência é que ele retorne às pistas - não há, no entanto, um prazo estipulado para o retorno.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Felipe MassaacidenteUTI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.