Ercole Colombo/Reuters
Ercole Colombo/Reuters

Felipe Massa diz que Alonso sabia de farsa em Cingapura

Piloto brasileiro alfineta o espanhol, que ano que vem será seu companheiro de escuderia na Ferrari

Milton Pazzi Jr., Agencia Estado

14 de outubro de 2009 | 17h14

SÃO PAULO - Felipe Massa e Fernando Alonso ainda não começaram a trabalhar juntos na Ferrari, mas a rivalidade entre os dois deve acirrar os ânimos na equipe italiana. Nesta quarta-feira, durante um almoço com a imprensa, o brasileiro alfinetou o espanhol ao falar do GP de Cingapura de 2008.

Veja também:

linkMassa: Rubinho deve esquecer título e vencer corrida 

som Ouça a entrevista de Felipe Massa

video TV ESTADÃO - Veja a entrevista de Barrichello

F-1 2009 - tabela Classificação | especialCalendário

especialESPECIAL - Jogue o Desafio dos Pilotos

blog BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

blog SPF1 - Leia mais no blog do GP do Brasil

"Ele sabia. É lógico que ele sabia", disse Massa, referindo-se ao acidente proposital de Nelsinho Piquet, que ajudou Alonso a vencer aquela prova. O espanhol foi inocentado pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) no julgamento do caso, porque disse não saber da armação arquitetada pela Renault.

Esta não é a primeira vez que Massa mostra indignação ao falar sobre o ocorrido na prova de Cingapura. Pouco depois do julgamento que incriminou a escuderia francesa, o brasileiro disse que a prova deveria ter sido anulada. Sem o resultado daquela corrida, ele teria sido campeão da Fórmula 1 em 2008.

Apesar das críticas a Alonso, Massa tenta mostrar-se receptivo ao novo companheiro de equipe. "Vai ser uma disputa sadia", afirmou o atual vice-campeão mundial. Os dois já se estranharam após o GP da Europa de 2007, quando disputaram a vitória e o espanhol levou a melhor. Ambos garantem que a discussão na antessala do pódio já foi superada.

MAIS TARDE

Depois, de cabeça mais fria, Felipe Massa procurou precisar o que falou. "O que eu disse é fruto da minha sensação nos fatos, não se baseia em algo concreto. A FIA já disse que não tem nada concreto e eu respeito essa decisão. Claro que estou muito chateado, mas eu já disse aquilo que pensava e é o momento de fechar a página e continuar a frente. Isso não influenciará em nada o meu relacionamento com ele".

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Felipe MassaFernando Alonso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.