Felipe Massa: 'Eu acho que não preciso dizer nada'

Brasileiro foge da polêmica e diz que Alonso realmente o ultrapassou no GP da Alemanha

estadão.com.br

25 de julho de 2010 | 12h34

Felipe Massa, Fernando Alonso e Sebastian Vettel no pódio após o GP da Alemanha

Apesar do discurso diplomático, a  expressão de Felipe Massa já dizia tudo. Após terminar em segundo lugar, atrás do companheiro de Ferrari, Fernando Alonso, o brasileiro fugiu das polêmicas na entrevista concedida após o GP da Alemanha deste domingo, quando perguntado o que realmente havia acontecido. "Eu acho que não preciso dizer nada. Não foi um primeiro lugar, mas foi como se tivesse sido", ressaltou. "Nós não temos ordens de equipe. Se você não está conseguindo fazer o melhor, tem que ajudar o time."

Veja também:

especial Massa agiu certo ao facilitar a vitória de Alonso?

link Ferrari dá ordem e Alonso vence em cima de Massa

blog Tudo sobre os bastidores da Fórmula 1 no blog do Livio Oricchio

tabela Classificação dos Mundais de Pilotos e de Construtores

Visivelmente indignado por ter de ceder a vitória ao espanhol - depois de uma largada perfeita, no qual pulou de terceiro para primeiro, e uma prova irrepreensível - Massa preferiu elogiar a evolução da Ferrari, que não ia ao pódio desde o Canadá, há três provas e não vencia desde a abertura do Mundial, há 11 corridas, em ambas as vezes com Alonso.

"A única coisa que eu sinto é que estamos trabalhando em equipe. E estamos fazendo um bom trabalho pela equipe. Isso é o mais importante", disse. "Todos sabem que eu sou um bom profissional", continuou Massa. "Fizemos um bom trabalho no carro que esta cada vez mais rápido conforme a corrida ia acontecendo. Quando você chega à pista e vê que o carro está bom, o melhor é chegar em primeiro e segundo. Como equipe, nós atingimos o máximo possível para a corrida."

Sobre a ordem implícita recebida na volta 49 ("Alonso está mais rápido, você entendeu a mensagem?", disse a voz do engenheiro Rob Smedley no rádio do carro do brasileiro, na transmissão da TV), Massa foi evasivo e negou que fosse um código para ceder a posição, afinal, Alonso estava melhor posicionado no campeonato e agora tem 123 pontos, ainda na briga pelo título.

"Acho que não preciso dizer nada sobre isso. Ele me passou. Trabalhamos para a equipe. Isso é o mais importante. Acho que conquistamos, como uma equipe, o máximo possível para esta corrida", disse o brasileiro, que já liderou o campeonato, mas agora está 72 pontos atrás do líder Lewis Hamilton, que tem 175.

Tudo o que sabemos sobre:
FerrariFelipe MassaFernando Alonso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.