Luca Bruno/ AP
Luca Bruno/ AP

Felipe Massa lamenta largada dos boxes e batida com Maldonado

'Foi um dia difícil e um ponto é melhor do que nada', avalia brasileiro

Estadão Conteúdo

19 de abril de 2015 | 17h38

Felipe Massa largaria do sexto lugar no GP do Bahrein de Fórmula 1, mas um problema inesperado com o seu carro o obrigou a iniciar a corrida dos boxes e complicou ainda mais a sua missão de fazer uma boa prova neste domingo, no circuito de Sakhir. Ele foi apenas o décimo colocado, depois de ver sua Williams apagar no grid antes da volta de apresentação e aquecimento dos pneus.

"Foi um dia frustrante para mim por ter de largar do pit lane", disse o brasileiro, que revelou depois que tentaram ligar seu carro por várias vezes, mas que o mesmo morreu após dar sinal de vida pela primeira vez. Somente após uma mudança de configuração no monoposto, ele pôde largar, mas em uma situação ruim.

"Eu larguei e vim tentando recuperar posições, fui passando alguns carros no começo da corrida. Mas acabei levando uma batida do carro do (Pastor) Maldonado na minha traseira. E acho que isso acabou danificando o meu carro, porque não foi uma batida fraca. E aí tive de lidar com esse problema", afirmou Massa, lembrando de outro fato que atrapalhou sua corrida.

No fim, porém, ele exibiu certo conformismo com o décimo lugar, o último da zona de pontuação. "Foi um dia difícil, mas um ponto é melhor do que nada", enfatizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.