Maxim Shemetov/Reuters
Maxim Shemetov/Reuters

Felipe Massa lamenta problema, mas acredita que pode pontuar

'Estou muito desapontado. O carro parecia muito competitivo nesta pista e deveria estar lutando pela segunda fila', afirmou o piloto

Estadão Conteúdo

11 de outubro de 2014 | 11h38

O brasileiro Felipe Massa teve um sábado para esquecer no circuito de Sochi. Com um carro que parecia ter condições de lutar pelas primeiras colocações no grid de largada, o piloto da Williams foi eliminado logo na primeira fase do treino de classificação e vai começar o GP da Rússia de Fórmula 1 apenas da 18ª colocação. Após o decepcionante treino, Massa explicou que problemas no seu carro tiravam potência do motor.

"Estou muito desapontado. O carro parecia muito competitivo nesta pista e deveria estar lutando pela segunda fila, pelo menos, mas um problema com o carro no Q1 me empurrou para a parte de baixo do grid. Não tinha potência real ao longo do treino de classificação. Nós estávamos tentando coisas diferentes para resolver isso na pista, mas no final não havia nada que eu pudesse fazer", afirmou o brasileiro.

A competitividade da Williams em Sochi pode ser comprovada pelo desempenho do outro piloto da equipe. O finlandês Valtteri Bottas foi quem mais ameaçou o domínio da Mercedes e assegurou o terceiro lugar no grid de largada do GP da Rússia. Diante disso, Massa acredita que pode fazer uma prova de recuperação e somar alguns pontos neste domingo.

"A 18ª posição está longe de ser o ideal, mas eu sei que tenho o carro para fazer ultrapassagens amanhã, por isso, devemos ter a chance de marcar pontos e limitar os danos", concluiu o brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.