Aly Song/Reuters
Aly Song/Reuters

Felipe Massa pede nova evolução da Ferrari no GP da Turquia

Piloto exaltou desempenho do carro na China, que o permitiu correr entre os líderes da prova

AE, Agência Estado

19 de abril de 2011 | 13h17

XANGAI - O brasileiro Felipe Massa comemorou o desempenho obtido no GP da China de Fórmula 1, no último domingo, em Xangai, quando chegou a liderar a prova e terminou em sexto lugar. Ele elogiou o desempenho do carro da Ferrari e afirmou que poderia ter tido melhor sorte no resultado final. Agora, espera uma nova evolução da equipe para a próxima etapa, no dia 8 de maio, na Turquia.

"O mais importante foi que o pacote instalado no carro permitiu que eu brigasse com os líderes. Significa que tive uma corrida muito interessante, sendo capaz de ganhar algumas posições", declarou Massa. "Definitivamente correu tudo bem, porque liderei por algumas voltas e cheguei a sustentar uma segunda colocação", completou o brasileiro, que acabou sendo prejudicado por conta do desgaste dos pneus, o que fez com que perdesse rendimento nas últimas voltas.

"Temos três semanas agora, nas quais todos na Ferrari teremos que nos esforçar para chegar na próxima corrida, ou mais especificamente no próximo treino de classificação, em uma posição mais forte para continuarmos lutando", analisou Massa, já projetando evolução da equipe italiana para a corrida que acontecerá em Istambul.

Em seu blog no site da Ferrari, Massa também comentou nesta terça-feira sobre o resultado do GP da China, que foi vencido pelo inglês Lewis Hamilton, da McLaren, colocando fim à hegemonia do alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, na temporada.

"Foi bom para a Fórmula 1 que Lewis tenha vencido a prova, para que o mesmo carro não vencesse sempre. Mas não podemos esquecer que Sebastian terminou em segundo, que foi um grande resultado, que o mantém em grande posição na luta pelo campeonato", afirmou o brasileiro, lembrando que Vettel é o líder da temporada, com 68 pontos, 21 a mais que o vice-líder Hamilton. Massa é apenas o sexto, com 24.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1FerrariFelipe Massa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.