Felipe Massa se diz confiante no desempenho de sua Ferrari

Brasileiro comemora bom acerto do carro para o GP do Brasil e até brinca com o rendimento da McLaren

Milton Pazzi Jr. - do estadao.com.br,

31 de outubro de 2008 | 16h48

SÃO PAULO - Felipe Massa saiu satisfeito da segunda sessão de treinos livres para o GP do Brasil de Fórmula 1. Apesar de ser surpreendido pelo espanhol Fernando Alonso, da Renault, que tomou sua primeira posição, o brasileiro da Ferrari garantiu que está confiante para este sábado, quando acontecerá o treino que definirá o grid de largada para a prova de domingo.   Veja também:Alonso supera Massa na 2.ª sessão de treinos para o GP do Brasil Felipe Massa sai na frente na primeira sessão de treinos livres Interlagos tem esquema especial de trânsito e transporte no GPMeteorologistas prevêem fim de semana chuvoso em São Paulo Blog do Livio Oricchio: Notícias e bastidores da F-1  Vote: quem leva o título da F-1: Hamilton ou Massa?  Classificação do Mundial de Pilotos e de Construtores      Na sua disputa com Lewis Hamilton (apenas o nono na segunda sessão de treinos), Massa acredita que está à frente do adversário na luta direta pelo título do Mundial, mas sabe que não pode ficar empolgado apenas pelo bom desempenho desta sexta-feira.   Ao longo da semana, a baixa temperatura na pista foi uma preocupação para a equipe Ferrari. Massa chegou a admitir que a escuderia italiana tem sérias dificuldades no aquecimento dos pneus, em condições como as que se confirmaram nesta tarde em Interlagos. Enquanto isso, a equipe McLaren tem reconhecidamente uma pequena vantagem.   Mas não foi o que se viu ao menos nas duas primeiras sessões de treinos livres. Mesmo com a temperatura da pista sempre oscilando entre 19 e 21.°C, a Ferrari conseguiu um bom desempenho, melhor até do que a equipe inglesa."Em uma pista de aderência elevada como aqui, e com pneus mais moles, não tivemos problemas de temperatura", concluiu.    Felipe Massa ainda lembrou que nas pistas em que a McLaren teve grande vantagem os bons resultados começaram a aparecer já na sexta-feira. Na opinião do piloto, felizmente, esta fato esteve longe de acontecer em Interlagos.   "Pelo menos de olhar acho que o Hamilton teve problemas para acertar o carro. E tomara que isso continue", disse o brasileiro, deixando escapar um pequeno sorriso. "Tomara que a gente tenha um fim de semana em que nosso carro continue evoluindo, do mesmo jeito que fizemos do primeiro para o segundo treino", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.