Felipe Massa será piloto da Sauber

Dois anos na Europa: isso foi tudo o que Felipe Massa, paulista, 20 anos, precisou para ser contratado por uma equipe de Fórmula 1, a quarta colocada na temporada. A Sauber anuncia hoje, oficialmente, que Massa substituirá o finlandês Kimi Haikkonen no Mundial de 2002. O Brasil volta a ter perspectiva de, a médio prazo, contar com um piloto capaz de disputar títulos, caso Massa comprove ser o enorme talento que parece. "Não quero ser apenas mais um na Fórmula 1. Sonho em ganhar corridas e ser campeão", afirmou o piloto em entrevista à Agência Estado. Há pouco mais de um ano, Massa ainda trabalhava como lixador nas oficinas da equipe CRAM, na Itália, para quem também disputava os campeonatos Italiano e Europeu de Fórmula Renault, como forma de completar seu orçamento pessoal. Além disso, precisou vender as 2000 garrafas de cerveja Nastro Azzurro recebidas pelas quatro pole positions conquistadas no italiano, para o mesmo fim. Seu dinheiro lhe permitia participar apenas de seis etapas do italiano. "Jamais poderia imaginar que em tão pouco tempo eu poderia estar testando um carro de Fórmula 1", disse em Mugello, dia 18 de setembro, data do primeiro teste. "Parece um sonho", falou emocionado, diante das enormes dificuldades vividas.A Sauber não tem ainda definido o programa de seu novo piloto. Como o regulamento proíbe agora treinos até 31 de dezembro, Massa só voltará a testar em janeiro. "Vou ainda disputar a última etapa do Europeu de SuperTurismo, pela Alfa Romeo (dia 21 no Estoril, em Portugal), em seguida viajo para a Inglaterra, a fim de fazer um curso intensivo de inglês, língua falada na Sauber, e só então regressarei ao Brasil", disse Massa. O piloto acredita que apenas na última semana de novembro desembarcará em São Paulo.A mais nova sensação brasileira nas pistas estreará na categoria no GP da Austrália de 2002, com 20 anos, a mesma idade que tinha Rubens Barrichello em seu primeiro GP (África do Sul/93), e também Tarso Marques (que estreou no GP do Brasil de 1996). Tudo o que se espera de Massa é que, ao contrário dos pilotos brasileiros que o antecederam nos últimos anos, ele confirme na Fórmula 1 seus excepcionais dotes de velocidade e determinação pelas vitórias demonstrados até agora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.