Divulgação
Divulgação

Felipe Massa volta a enviar mensagem de apoio a Michael Schumacher

Alemão está internado na França após acidente enquanto esquiava na neve

Agência Estado

21 de janeiro de 2014 | 11h57

MARANELLO - Ex-companheiro de Michael Schumacher na Ferrari, o brasileiro Felipe Massa, hoje piloto da Williams na Fórmula 1, voltou a se manifestar publicamente para mostrar a sua preocupação com o alemão, que segue internado em coma induzido desde 29 de dezembro, quando sofreu grave acidente enquanto esquiava nos Alpes franceses.

Por meio de seu site oficial, a Ferrari divulgou nesta terça-feira mensagens de apoio do brasileiro ao ex-piloto de F1, embora Massa já não seja mais integrante da escuderia italiana. "Querido Michael, meu grande amigo, você me ajudou muito na minha carreira e rezo por você todos os dias. Eu coloquei o seu nome no visor do meu capacete durante minha corrida de kart. Agora eu quero ver você mais forte do que nunca, assim como sempre. Um grande abraço", escreveu o piloto.

No mesmo dia em que Schumacher se acidentou, no fim do ano passado, Massa já havia utilizado sua página no Twitter para desejar uma rápida recuperação ao alemão. "Estou rezando para Deus te proteger, irmão!! E que você tenha uma rápida recuperação, Michael. Que Deus o abençoe", escreveu o brasileiro, na ocasião.

A Ferrari, que viveu uma era de ouro na F1 com Schumacher, cujos cinco dos seus sete títulos mundiais foram obtidos com a equipe italiana, vem publicando diariamente mensagens de apoio ao alemão e aos seus familiares vindas de integrantes da escuderia que trabalharam com o ex-piloto.

A última informação sobre o estado de saúde de Schumacher foi passada pela empresária do ex-piloto, Sabine Kehm, na última sexta-feira, quando ela disse, por meio de um comunicado, que a situação do alemão é "estável". Embora não tenha dado maiores detalhes sobre as condições do heptacampeão mundial de F1, pela primeira vez a palavra "crítica" não foi utilizada para descrever o estado do ídolo alemão, que bateu com a cabeça em uma pedra enquanto esquiava, fato que provocou lesões cerebrais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.