Divulgação/F-E
Divulgação/F-E

Félix da Costa vence fácil 1ª corrida da 'maratona' da F-E em Berlim; Massa bate

Português largou na pole e venceu de ponta a ponta a prova na Alemanha. Brasileiro bateu e não completou a corrida

Redação, Estadao Conteudo

05 de agosto de 2020 | 16h22

Sem maiores dificuldades, o português António Félix da Costa venceu a primeira corrida da Fórmula E desde a paralisação do campeonato, em março. Nesta quarta-feira, o piloto da DS Techeetah largou na pole position e venceu de ponta a ponta na prova disputada no Aeroporto de Tempelhof, em Berlim, na Alemanha. O brasileiro Felipe Massa bateu sozinho e não completou a corrida.

A prova, a sexta da competição. foi a primeira de seis que serão disputadas no mesmo local, num intervalo de apenas nove dias. A concentração da reta final da temporada na capital alemã foi a solução encontrada pela organização da F-E para retomar o campeonato sem causar maiores riscos para os pilotos e as equipes, em meio à pandemia. A prova foi realizada sem a presença de torcida.

Com a segunda vitória na temporada, Félix da Costa aumentou sua vantagem na classificação geral. Ele soma agora 96 pontos, com boa vantagem sobre o segundo colocado. O neozelandês Mitch Evans, da Jaguar, acumula 56 pontos. O melhor brasileiro na tabela é Lucas Di Grassi, com 40 pontos, em oitavo lugar. Com apenas dois pontos, Massa é o 19º.

Nesta quarta, Félix da Costa largou na pole e praticamente não foi ameaçado ao longo dos 45 minutos da corrida. Seu rival e companheiro de time, o francês Jean-Éric Vergne teve apenas uma oportunidade de ultrapassagem, quando o português quase saiu do traçado para alcançar o "caminho" do modo ataque. Mas não aproveitou a chance.

Atual bicampeão, Vergne acabou deixando a prova mais cedo por conta de problemas mecânicos. Assim, o pódio contou com o alemão André Lotterer, da Porsche, e o britânico Sam Bird, da Virgin. Com uma performance discreta, Di Grassi, da Audi, terminou na nona colocação.

A nota dissonante da corrida foi o inesperado incidente de Felipe Massa. O brasileiro bateu sozinho, e sem maior velocidade, numa curva pouco exigente. Faltavam 12 minutos para o fim da prova. O vice-campeão da Fórmula 1 em 2008 largou em nono e parecia fazia boa corrida até a batida. Com o resultado, o piloto da Venturi segue com aproveitamento abaixo do esperado em sua segunda temporada na categoria dos carros elétricos.

Outro brasileiro na pista foi Sergio Sette Câmara. O piloto reserva da Red Bull na F-1 fez sua estreia numa prova da F-E. Terminou no 21º e penúltimo lugar.

DE JOELHOS

 Na cerimônia antes da largada, pilotos e equipes fizeram referência aos protestos antirracistas pelo mundo. Mas somente três se ajoelharam, como vinham fazendo boa parte dos pilotos da Fórmula 1: o belga Stoffel Vandoorne, o holandês Nyck de Vries e Vergne.

A "maratona" da F-E terá sequência nesta quinta-feira, com mais uma prova no aeroporto alemão. Depois, haverá novas rodadas duplas no fim de semana e também nos dias 12 e 13.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.