Luca Bruno/Reuters
Luca Bruno/Reuters

Fernando Alonso descarta retorno à Fórmula 1: 'Chances mais atraentes fora dela'

Espanhol não tem mais a motivação e estar mais feliz pilotando em outros monopostos

Redação, Estadão Conteúdo

18 de julho de 2019 | 12h12

Bicampeão mundial, o espanhol Fernando Alonso afirmou nesta quinta-feira que não tem qualquer intenção de voltar à Fórmula 1. Mesmo rondando a categoria e já ter tido que retornaria à McLaren se a equipe fosse mais competitiva, o piloto não tem mais a motivação necessária e comentou que a felicidade parece estar mesmo em outros monopostos.

"Nos últimos anos, pessoalmente falando, a Fórmula 1 não foi atraente o suficiente para mim. Foi uma fase excepcional, mas hoje em dia não encontro na F-1 os feitos que posso conquistar fora dela. Já falei várias vezes nos últimos meses que decidi deixar a F-1 pelas motivações que eu tenho, pelos feitos que quero conquistar fora dela e que ela não pode me oferecer. Acho que outras oportunidades mais atraentes estão fora dela", disse Alonso em um evento de sua fundação na cidade de Oviedo, na região das Astúrias, na Espanha.

Desde que deixou a Fórmula 1 no final da temporada passada, o espanhol tem disputado provas por outras categorias - casos das 500 Milhas de Indianápolis, na Fórmula Indy, e as 24 Horas de Le Mans, no Mundial de Endurance, que venceu neste ano. Nesta quinta-feira explicou que já sabe o que fará nos próximos meses.

"Tenho uma ideia clara do que farei. Não vou deixar as portas abertas nem espero que me chamem, nada disso. Sempre escolhi onde e quando quis correr, eu me mexo seguindo o que me faz feliz. Meu futuro já está na minha cabeça e será revelado em seu devido tempo", comentou.

Uma das alternativas seria o Rally Dakar, que deixou a América do Sul e agora será disputada na Arábia Saudita. Mas o espanhol tratou a competição como algo distante. "É uma competição atraente, a mais atraente, aliás, mas também é o oposto das minhas qualidades ou da minha maneira de guiar. Nunca pilotei na terra, fazer logo o mais duro do mundo, de repente, seria algo extremo", concluiu.

Tudo o que sabemos sobre:
Fernando AlonsoFórmula 1Mclaren

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.