Diego Azubel/EFE
Diego Azubel/EFE

Fernando Alonso pede calma e diz ser cedo para avaliar Ferrari

Escuderia italiana teve participação discreta na primeira etapa do mundial, realizada na Austrália

Agência Estado

18 de março de 2014 | 09h49

MARANELLO - Fernando Alonso pediu calma com as avaliações sobre o potencial da Ferrari para a temporada 2014 da Fórmula 1 após o desempenho discreto no GP da Austrália. O piloto espanhol nunca lutou efetivamente pelo pódio na abertura do campeonato no último fim de semana, em Melbourne, e garantiu a quarta colocação, se aproveitando da desclassificação de Daniel Ricciardo.

"Foi apenas a primeira corrida e ninguém pode dizer quem vai ganhar o campeonato ou perdê-lo depois dela. Precisamos ter calma para fazer melhor da próxima vez e tentar entender as áreas em que precisamos melhorar e as áreas em que parecemos fortes", disse, ao site da revista Autosport.

Alonso terminou a prova de domingo a 35 segundos do alemão Nico Rosberg, que venceu o GP da Austrália. O espanhol reconheceu o poderio da Mercedes, mas destacou como aspecto positivo ter somado dez pontos, ao contrário de Lewis Hamilton e Sebastian Vettel, que não pontuaram e são sempre apontados como potenciais candidatos ao título da Fórmula 1.

"A Mercedes é muito forte, mas temos 10 pontos a mais que Hamilton e Vettel", afirmou Alonso, esperançoso em conseguir um resultado melhor na próxima corrida, o GP da Malásia, marcado para o dia 30 de março.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.