Andrej Isakovic / AFP
Andrej Isakovic / AFP

Fernando Alonso vai retornar à Fórmula 1 e será piloto da Renault em 2021, diz TV

Bicampeão mundial está fora da categoria desde 2018, quando guiou pela McLaren

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de julho de 2020 | 14h21

O bicampeão mundial Fernando Alonso voltará à Fórmula 1 no ano que vem. Segundo a ESPN britânica, o espanhol vai integrar a escuderia Renault, pela qual venceu as temporadas de 2005 e 2006. O veterano ficaria com a vaga do australiano Daniel Ricciardo, que por sua vez, já acertou com a McLaren.

Na última segunda-feira, o jornal Marca, da Espanha, já havia revelado qual será possível o salário do piloto. O espanhol deve receberá de 10 e 12 milhões de euros por ano (de R$ 60 milhões a 72 milhões). Apesar das cifras os valores são menores do que é pago atualmente por Ricciardo. O australiano recebe cerca de 20 milhões de euros anuais (R$ 120 milhões).

Para compensar o salário inferior ao do antecessor, Alonso teria certa prioridade em relação a escolha de membros da equipe, engenheiros e, até mesmo, patrocinadores. Além dos títulos mundiais pela escuderia francesa, ele também foi piloto da equipe entre 2008 e 2009. A última temporada dele na categoria foi em 2018, pela McLaren.

O próximo passo de Alonso será disputar as 500 Milhas de Indianápolis, em uma nova tentativa de conquistar a Tríplice Coroa do Automobilismo, honraria informal para quem acumula vitórias também no GP de Mônaco de Fórmula 1 nas 24 Horas de Le Mans. Somente o inglês Graham Hill conseguiu o feito até hoje.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.