Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

Ferrari agradece Felipe Massa, e Alonso vê o piloto como futuro rival

Stefano Domenicali lembrou que por pouco o brasileiro não se sagrou campeão pela equipe

AE, Agência Estado

11 de setembro de 2013 | 11h18

MARANELLO - No mesmo dia em que oficializou a contratação de Kimi Raikkonen para as duas próximas temporadas da Fórmula 1, a Ferrari fez questão de exaltar o trabalho realizado por Felipe Massa desde 2006, quando o brasileiro passou a pilotar pela escuderia. Ele anunciou, na última terça-feira, que não seguirá no time italiano em 2014 e agora vive seus últimos dias como ferrarista antes de dar lugar ao finlandês da Lotus.

Stefano Domenicali, chefe da Ferrari, lembrou do papel importante desempenhado por Massa ao longo destas oito temporadas pela equipe, sendo que o brasileiro por pouco não se sagrou campeão mundial em 2008, quando perdeu o título na volta final do GP do Brasil para o inglês Lewis Hamilton, então na McLaren.

"Eu gostaria de agradecer a Felipe, de coração e em nome de todos os nossos fãs ao redor do mundo, pelo extraordinário trabalho que ele fez para a equipe durante todos estes anos", ressaltou Domenicali, por meio do site oficial da escuderia italiana, para depois acrescentar: "Felipe sempre se comportou como um verdadeiro homem de equipe. Juntos, vivemos alguns bons momentos e também alguns momentos dramáticos, que nos ajudaram a construir uma relação humana e profissional única. Ele sempre será parte da nossa família e desejo a ele o melhor para o futuro".

Domenicali também lembrou que Massa ainda tem um trabalho a cumprir com a Ferrari e aposta que o brasileiro exibirá o mesmo comprometimento de sempre, embora sequer saiba se poderá seguir na F1 em 2014. "Agora devemos concentrar todos nossos esforços nas sete corridas restantes da temporada e sabemos que, como sempre, podemos contar com a contribuição do Felipe, enquanto trabalharmos juntos para alcançar nossos objetivos", aposta o dirigente, que ao mesmo tempo destacou que "sente que Raikkonen está muito feliz por retornar para a equipe de Maranello e está muito determinado para enfrentar o trabalho que o espera da melhor maneira possível".

Alonso, por sua vez, usou a sua página no Twitter nesta quarta-feira para exaltar Massa como seu parceiro de equipe e acredita que poderá ter o brasileiro como um adversário de peso na F1, caso ele consiga uma vaga no grid da categoria. "Toda a sorte do mundo (a Massa) nos próximos anos. Será um rival forte! Grande companheiro! E ainda temos 7 GPs para nos divertirmos", ressaltou o espanhol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.