Arquivo/AE
Arquivo/AE

Ferrari aguarda explicações sobre legalidade de difusores

Italianos avisam que vão repensar 'elementos fundamentais' de seu projeto para voltar a lutar por vitórias

EFE

15 de abril de 2009 | 11h12

ROMA - A Ferrari divulgou nota em que afirma aguardar as explicações da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) para rejeitar seu recurso questionando o uso dos difusores de Brawn e Toyota.

Veja também:

link Corte da F-1 aprova uso do difusor e beneficia a Brawn GP

tabela F-1: classificação do Mundial

especialConfira o calendário da temporada

especialESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

Nesta quarta-feira, a corte de apelação da FIA validou os difusores utilizados pelas duas equipes, em uma decisão que vai contra as escuderias que haviam protestado: além da Ferrari, Renault, Red Bull e BMW-Sauber.

A equipe assegura que a decisão do tribunal fará com que ela repense "elementos fundamentais" de seu projeto para poder lutar com certas equipes em igualdade. Contudo, garante que multiplicará seus esforços para voltar a obter bons resultados.

A Ferrari anunciou nesta semana a substituição de Luca Baldisserri como engenheiro de pista da equipe, que só obteve um ponto nas duas primeiras corridas da temporada 2009 da Fórmula 1.

O australiano Chris Dyer, que já trabalhou para o alemão Michael Schumacher e o finlandês Kimi Raikkonen, assumirá as funções de Baldisserri - que ficará na fábrica, trabalhando no carro.

O fraco desempenho da escuderia do brasileiro Felipe Massa e do finlandês Kimi Raikkonen, o pior início desde 1992, provocou a realização de uma reunião de crise em Maranello.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.