Ferrari ainda 'tem muito trabalho a fazer', diz Alonso

Após cair de rendimento do primeiro para o segundo treino livre, nesta sexta-feira, Fernando Alonso admitiu que a Ferrari "ainda tem muito trabalho a fazer" antes do GP do Brasil de Fórmula 1, no domingo, em Interlagos. O espanhol é o único que pode tirar o título do alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, neste último fim de semana da temporada.

FELIPE ROSA MENDES, Agência Estado

23 de novembro de 2012 | 20h17

"Não conseguimos encontrar o melhor equilíbrio do carro, então temos muito trabalho para fazer com os engenheiros até o resto deste fim de semana", avaliou Alonso, que foi o quinto mais rápido nos dois treinos livres desta sexta-feira. No entanto, fez tempo pior na segunda sessão do dia.

Para o espanhol, a previsão de chuva para sábado e domingo em São Paulo vai exigir mais empenho dos engenheiros e estrategistas da Ferrari. "A previsão é mais um motivo para nos concentrarmos nas melhores escolhas para a classificação e a corrida. Mas é difícil dizer se prefiro tempo seco ou chuva. É bom estar preparado para as duas situações", afirmou Alonso, que está em segundo lugar no campeonato, 13 pontos atrás do líder Vettel.

Alonso admitiu que, independentemente do tempo no domingo, terá uma missão dura na tentativa de superar Vettel para se sagrar tricampeão da Fórmula 1. "Tenho que somar 14 pontos a mais que Vettel no campeonato. E não posso perder esta mesma pontuação para a McLaren para que consigamos manter o segundo lugar no Mundial de Construtores. Nossa meta está bem clara, mas é difícil de ser atingida", reconheceu o espanhol.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP do BrasilAlonso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.