Ferrari dá sinais de recuperação

Depois de duas derrotas onde sequer teve a chance de lutar pela vitória, nas provas de Nurburgring e Magny-Cours, a Ferrari demonstrou nesta sexta-feira no primeiro treino para o GP da Grã-Bretanha, em Silverstone, sinais de poder enfrentar possivelmente de igual para igual a Williams, a vencedora dessas corridas. Michael Schumacher, o mais veloz na pré-classificação, deixou Juan Pablo Montoya e Ralf Schumacher, a dupla da Williams, em segundo e terceiro. "Meu otimismo se confirmou. Estamos vendo na pista o resultado de uma semana de trabalho intenso", afirmou Schumacher, o líder do Mundial.Pode ser que neste sábado, na sessão que definirá o grid da 11ª etapa do campeonato, e domingo, ao longo das 60 voltas da competição, Ralf e Montoya abram volta a volta diferenças significativas com relação a Schumacher, a exemplo dos GP da Europa e da França. Mas como o próprio piloto alemão destacou, os treinos realizados pela Ferrari em Barcelona, Mugello e Fiorano aproximaram o modelo F2003-GA-Bridgestone do FW25-Michelin da Williams. "Melhoramos a aerodinâmica, o motor e os pneus", disse Schumacher. Ralf reconheceu a força da Ferrari em Silverstone. "Não é algo para nos preocuparmos, afinal em outras ocasiões, na sexta-feira, eles também foram mais rápidos e depois nós os superamos." Mas admitiu: "Silverstone é um traçado que favorece a Ferrari." Schumacher tem a mesma opinião: "Aqui conta muito a aerodinâmica, um dos nossos fortes." Ele registrou 1min19s474, marca 275 milésimos melhor que a de Montoya, e 314 que a de Ralf. Até o sétimo colocado, nesta sexta, David Coulthard, McLaren, as diferenças foram relativamente pequenas, 494 milésimos. O vice-líder do campeonato, Kimi Raikkonen, da McLaren, 8 pontos atrás de Schumacher (64 a 56), ficou um pouco longe dos primeiros, 1min21s065, em 12º."Errei na curva Stowe, o que me custou muito tempo." Mas tanto Schumacher quanto os pilotos da Williams não descartam a McLaren da luta pelo primeiro lugar, talvez não neste sábado, na disputa da pole position, mas domingo, na corrida. "Creio que também Kimi será um adversário difícil." Schumacher não cita Coulthard, mas o escocês já ganhou em Silverstone em 1999 e 2000.Rubens Barrichello é outro candidato com chances de ser primeiro, neste sábado e domingo, embora nesta sexta-feira tenha rodado na pré-classificação, hoje (19) será o segundo a sair para a tomada de tempo e vive fase de pouca eficiência. Rubinho conhece como poucos os 5.141 metros do circuito inglês, em especial se chover domingo. Nesta sexta na hora da pré-classificação a torcida nas arquibancas chegou a abrir capas e guarda-chuvas, conforme a previsão meteorológica anunciava, mas os 20 pilotos utilizaram pneus para asfalto seco, já que no máximo ficou úmido.O novo pacote aerodinâmico da Renault para o seu R23 também recebeu elogios de seus pilotos, Fernando Alonso e Jarno Trulli. O espanhol registrou convincente quarto tempo, a 433 de Schumacher, e Trulli, o sexto. "O carro melhorou como um todo, ganhamos mais aderência, acredito que como em Barcelona poderemos aqui lutar com os três primeiros no Mundial (Ferrari, Williams e McLaren)", disse o competente Alonso. O treino que definirá o grid começa às 10 horas com transmissão ao vivo da TVGlobo.

Agencia Estado,

18 de julho de 2003 | 17h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.