Ferrari despreza resultado do treino

Michael Schumacher, da Ferrari, foi bastante claro ao explicar sua terceira colocação no treino livre desta sexta-feira, a um segundo e três décimos de David Coulthard, da McLaren, o mais veloz com o tempo de 1min15s220: "Não tem a menor representatividade". Para a sessão que definirá o grid, das 13 às 14 horas deste sábado, "a história será outra", prevê Rubens Barrichello, companheiro do alemão, apenas sétimo nesta sexta por não ter completado o treino. "Nunca se sabe com quanta gasolina nossos adversários treinaram", disse Schumacher, referindo-se a Coulthard. A diferença entre o piloto da Ferrari e Mika Hakkinen, também na McLaren, é mais real para explicar o potencial das duas equipes na classificação e domingo, ao longo das 71 voltas do 30º GP do Brasil, em Interlagos, comenta Schumacher. Hakkinen registrou o quinto tempo, 1min16s882, cerca de três décimos de segundo pior que a marca de Schumacher.A Ferrari e Rubinho juram que a rodada do piloto na freada do S do Senna, quando faltavam 36 minutos para o encerramento da sessão da tarde, foi causada por uma falha do motor e não um erro de pilotagem. "É melhor que essas coisas aconteçam hoje que domingo", disse Rubinho. A verdade, porém, é que tanto Schumacher quanto o piloto brasileiro esperavam que talvez não fosse tão difícil acertar o carro para os 4.309 metros de Interlagos. "Temos muito o que trabalhar ainda", revelou o alemão, enquanto Jean Todt, diretor esportivo da Ferrari, comentava: "Prevejo para amanhã uma luta duríssima pela pole position", talvez um pouco impressionado com as dificuldades de Schumacher acertar o carro. A McLaren nem mesmo enviou para São Paulo seu projetista, Adrian Newey, que está trabalhando no novo carro da equipe, que estreará no GP da Espanha, dia 29 de abril.Os outros três brasileiros da Fórmula 1 obtiveram a 11.ª colocação no treino livre, com Luciano Burti, da Jaguar, 19º Enrique Bernoldi, Arrows, e 21º Tarso Marques, Minardi. A meteorologia deu 70% de possibilidades de chuva neste sábado, durante a tarde, no horário da classificação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.