Ferrari feliz com Rubinho, diz Todt

O diretor esportivo da Ferrari, o francês Jean Todt, garantiu nesta segunda-feira, com exclusividade para os jornais O Estado de S.Paulo, Jornal da Tarde e Agência Estado, que a equipe italiana está satisfeita com o trabalho de Rubens Barrichello e mais uma vez dissimulou qualquer intenção de não renovar seu contrato. "Quando se fala nessa geração de jovens que está aí, com belas promessas, verdade, se esquece que Rubens é também jovem, 28 anos, mas com muita experiência", disse. "E essa experiência é muito importante para nós." Ao mesmo tempo em que Todt respondia, nesta segunda-feira, as questões relativas ao futuro de Rubinho na Ferrari, a importante publicação de língua alemã Auto Motor und Sport (AMS) traz, na edição desta terça-feira, a informação de que o empresário do piloto, Frederico della Noce, negocia com os italianos a extensão do compromisso de Rubinho. "Eles querem um contrato de três anos, e não apenas um, como oferece a Ferrari, e um aumento nos valores do acordo", escreve Mathias Brunner, jornalista suíço. Todt falou sobre o caso: "Não comento especulações", afirmou.Para o dirigente da Ferrari, Rubinho foi, até hoje, o piloto que mais se aproximou de Michael Schumacher nas classificações para o grid. "O que é uma prova de competência", segundo Todt. "Das cinco provas disputadas até agora nesta temporada, ele não terminou duas, sendo uma, a do Brasil, por causa de um acidente, o que é normal na Fórmula 1, e outra porque quebrou a suspensão, em que não teve a menor responsabilidade." Mas ao abordar a nova geração de pilotos, comenta que os compromissos desses profissionais com suas equipes "são todos de longo prazo", sugerindo ter-se informado sobre eles.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.