Ferrari investigará desempenho ruim no GP da China

A Ferrari confirmou neste domingo que fará uma análise detalhada do que aconteceu com os carros de Felipe Massa e Kimi Raikkonen no GP da China, penúltima etapa do Mundial de Fórmula 1. Os dois pilotos chegaram ao pódio, com o brasileiro em segundo e o finlandês em terceiro, mas não conseguiram acompanhar o desempenho do inglês Lewis Hamilton, da McLaren, que não teve dificuldades para vencer."Eles estavam muito mais rápidos que a gente, e Hamilton parecia correr em outra categoria. Ele estava perfeito, rápido, consistente, e não pudemos nem atacá-lo. Para o GP do Brasil, precisamos entender como isso foi possível, considerando que em Cingapura e Fuji nós estávamos rápidos", disse Stefano Domenicali, chefe da equipe italiana."Temos de trabalhar para entender o que houve, porque com certeza não lutaremos pelo título no Brasil se estivermos com uma desvantagem tão grande com relação à McLaren, nossa maior adversária", afirmou o dirigente.Com a vitória em Xangai, Hamilton chegou a 94 pontos no Mundial de Pilotos, e leva sete de vantagem para Felipe Massa, vice-líder e único que pode derrotá-lo na briga pelo campeonato. Para ser campeão em Interlagos, o brasileiro precisa vencer a prova e torcer para que Hamilton não passe do sexto lugar - ou terminar em segundo, com o rival, no máximo, em oitavo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.