Ferrari prepara retorno ao trabalho

Luca di Montezemolo, presidente da Ferrari, e de sua proprietária, a Fiat, cumpriu a promessa: entregou nesta segunda-feira ao papa Bento XVI, no Vaticano, um cheque de 950 mil euros, obtidos com o leilão da 400.ª unidade do modelo Enzo produzido pela empresa. Montezemolo havia prometido a João Paulo II, papa falecido em abril, que uma Ferrari Enzo seria produzida especialmente para ser leiloada e o arrecadado oferecido à igreja.Bento XVI recebeu, ainda, um volante da Ferrari F2004 de Michael Schumacher, com os dizeres: ?O volante do carro de F-1 do campeão do mundo para sua santidade, Bento XVI, piloto da cristandade.? Depois do encontro, Montezemolo falou também de F-1: ?As férias acabaram?, referindo-se a Michael Schumacher. O alemão vai treinar dias 15 e 16 em Jerez de la Frontera, na Espanha. ?Quero dizer a nossos fãs que retornaremos a nossos tempos de vitórias. Conversei ainda há pouco com Schumacher e me disse estar ansioso para voltar às pistas.? O alemão sete vezes campeão do mundo não pilota desde o encerramento da temporada, na China, dia 16 de outubro. Como Schumacher, o vice-campeão do mundo, Kimi Raikkonen, da McLaren, ainda não testou depois da prova de Xangai. Ele declarou à revista inglesa esperar que sua equipe tenha aprendido com os erros deste ano. A falta de resistência do carro o impediram de ser campeão, reconheceu. ?Tomara que não tenhamos muito a aprender no futuro?, afirmou.

Agencia Estado,

05 de dezembro de 2005 | 20h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.