Ferrari tenta conter otimismo dos italianos

O diretor-técnico da Ferrari, Jean Todt, enfrentou com cautela a onda de otimismo exagerado que tomou conta dos italianos depois da segunda vitória consecutiva de Michael Schumacher no Mundial de Fórmula 1, domingo, no GP da Malásia."É verdade que a pista, em tese, não nos favorecia. Mas tudo deu certo. Mas isso não quer dizer que já somos campeões. Enfrentamos situações diferentes em outras corridas e sei que as demais equipes não ficarão paradas. Eles estão procurando reagir e, certamente, vão obter resultados melhores", afirmou Jean Todt.A Ferrari volta a fazer testes em Mugello, Itália, a partir de quinta-feira. A próxima corrida da temporada será em Bahrein, dia 4 de abril.

Agencia Estado,

22 de março de 2004 | 16h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.