FIA confirma manutenção do sistema de pontos na F-1

Entidade encerra polêmica e confirma a escala 10-8-6-5-4-3-2-1, adotada desde o ano de 2003 na categoria

AE, Agencia Estado

24 de março de 2009 | 10h43

 PARIS - A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) confirmou nesta terça-feira que não haverá mudança no critério que define o campeão da Fórmula 1. Em nova versão do regulamento esportivo, a entidade publica que o piloto que fizer o maior número de pontos ficará o com o título, e que o sistema de pontuação também segue inalterado, na escala 10-8-6-5-4-3-2-1, adotada desde 2003.

Veja também:

especialConfira o calendário (com horários) da temporada 2009

video TV ESTADÃO: O que esperar do começo da disputa?

especialEspecial: jogue o Desafio dos Pilotos

A divulgação oficial do regulamento encerra a polêmica que começou há uma semana, no dia 17 de março, quando Conselho Mundial da entidade aprovou uma medida chamada "The winner takes all" (em português, o vencedor leva tudo). A nova regra mudava o critério de definição do título, que iria para o piloto com o maior número de vitórias, independentemente da pontuação por ele alcançada.

Depois de aprovada, a medida sofreu duras críticas de pilotos e equipes. A associação das escuderias (Fota) alegou que a decisão foi tomada de forma unilateral, sem consentimento das participantes do campeonato.

Na sexta-feira, a associação divulgou nota em que considerava a modificação ilegal. De acordo com o código esportivo da própria FIA, mudanças no regulamento têm de ser feitas com antecedência - nunca depois de 30 de novembro do ano anterior - a menos que haja unanimidade entre as equipes.

Diante da justificativa legal, a entidade máxima do automobilismo anunciou que a mudança no regulamento não iria adiante se houvesse reclamações das escuderias. A FIA alegou, também, que só havia aprovado a mudança porque o promotor da categoria, Bernie Ecclestone, disse que as equipes estavam de acordo com sua proposta.

Para 2010, a FIA ainda estuda implementar o sistema que dá o título ao vencedor. As equipes, contudo, defendem uma nova pontuação, menos radical, mas também com a intenção de aumentar o valor do primeiro lugar - a proposta da Fota é por uma escala 12-9-7-5-4-3-2-1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.