FIA confirma novas regras da F1

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) confirmou nesta sexta-feira, em São Paulo, durante o primeiro dia de treinos para o GP Brasil, as novas regras para a temporada 2005 da Fórmula 1. As grandes mudanças são que o motor deverá durar duas corridas e haverá apenas um jogo de pneus para a disputa da sessão de classificação e da prova.O pacote das novas regras foi elaborado para aumentar a segurança da Fórmula 1, diminuindo a velocidade dos carros. E também para equilibrar a disputa pelo título, já que a Ferrari vem dominando completamente o campeonato nos últimos anos.Além da durabilidade do motor e dos pneus, a FIA introduziu algumas mudanças técnicas nos chassis dos carros, que afetam a aerodinâmica.A FIA aproveitou e já adiantou uma mudança para a temporada de 2006, quando será introduzido motor de 2,4 litros V8, menos potente do que o utilizado atualmente: 3,0 litros V10. As equipes pequenas, no entanto, poderão continuar usando o modelo antigo até 2007.Entenda as novas regras:Motor - Em 2005, em vez de os motores atenderem a uma corrida, deverão atender a dois GPs. Percorrerão, portanto, cerca de 1.400 quilômetros, o dobro do que vinham fazendo. A cada substituição de motor o piloto perde 10 posições no grid. Em 2006, a atual arquitetura 3,0 litros e V10 passará para 2,4 litros e V8.Pneus - Hoje cada piloto dispõe de 10 jogos de pneus por GP, sendo que três deles são devolvidos à FIA na sexta-feira. Restam sete jogos para o treino livre de sábado, pré-classificação, classificação e a corrida no domingo. A partir de 2005 não está definido o número de pneus para sexta-feira e sábado pela manhã, mas pré-classificação, classificação e corrida deverão ser disputados com apenas um jogo de pneus.Aerodinâmica - O aerofólio dianteiro, este ano, situa-se num plano 10cm mais elevado que o assoalho. Em 2005, deverá subir mais 5cm. O aerofólio traseiro deverá ser aproximado do corpo do carro em 15cm. O difusor, que é a curvatura para cima da porção final do assoalho, terá uma altura limite de 12cm em relação ao assoalho, enquanto hoje é mais de 20cm. E as laterais do carro, em frente às rodas traseiras, serão mais curtas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.